Cotidiano / Economia

Empresário sugere que apenas pessoas que pagam impostos tenham direito de votar

“Você não vota a menos que você pague um dólar em impostos”: assim é o sistema defendido por Tom Perkins, um dos maiores nomes da história do Vale do Silício e do mercado de investimento de capital de risco. A declaração foi dada numa palestra em São Francisco, moderada pelo editor da revista Fortune Adam […]

Arquivo Publicado em 14/02/2014, às 15h27

None

“Você não vota a menos que você pague um dólar em impostos”: assim é o sistema defendido por Tom Perkins, um dos maiores nomes da história do Vale do Silício e do mercado de investimento de capital de risco.

A declaração foi dada numa palestra em São Francisco, moderada pelo editor da revista Fortune Adam Lashinsky. No evento, pediram para que Perkins sugerisse uma ideia mudaria o mundo. Além de sugerir que apenas contribuintes tivessem direito de votar, Perkins defendeu ainda que os americanos que pagassem mais importos, ganhassem mais votos. “O que eu realmente acho é deve ser como uma corporação: você paga um milhão de dólares em impostos e ganha um milhão de votos”, disse Perkins.

O público que assistia à palestra achou graça na declaração do investidor que, ao que tudo indica, queria causar polêmica intencionalmente. Perguntado nos bastidores se ele tinha falado sério, o co-fundador da empresa Kleiner Perkins Caufield & Byers respondeu que tinha sido insultuoso, examenteme como planejara.

Segundo ele, sua proposta teria sido ainda mais polêmica que a carta que ele havia escrito e publicada em janeiro passado pelo Wall Street Journal , na qual compara críticas aos ricos americanos aos ataques nazistas aos judeus antes do Holocausto. Depois do ocorrido, Perkins admitiu qua ele tinha longe demais, mas não se desculpou.

De acordo com Perkins, os ataques aos ricos nos Estados Unidos tem crescido desde a eleição de Barack Obama, a quem ele descreve como um “amador”.

Jornal Midiamax