Mais de 17 mil tentativas de fraudes de identidade foram registradas em Mato Grosso do Sul no período de um mês. Conforme o Serasa, em março deste ano o Estado registrou 17.437 tentativas deste tipo.

Em toda a região Centro-Oeste foram registradas 104.207 tentativas de fraudes de identidade. No cenário nacional, foram mais de 1 milhão de tentativas em março de 2024. O número é 24% maior do que o mesmo mês do ano anterior.

As fraudes de identidade acontecem quando golpistas roubam dados pessoais de terceiros e tentam se passar para aplicar golpe financeiro. As tentativas de fraude foram identificadas durante o pedido de abertura de contas, cartões, empréstimos ou até aluguel de carros.

Dados do Serasa Experian apontam que há variação de 27,1% nas tentativas de fraudes em MS neste ano. No ranking de tentativas por milhão de habitantes, MS fica em sétimo lugar no cenário nacional.

Isso porque são 5,9 mil casos de tentativa de fraude de identidade para cada milhão de moradores do Estado.

Confira dicas do Serasa para evitar fraudes:

  • Garanta que seu documento, celular e cartões estejam seguros e com senhas fortes para acesso aos aplicativos;
  • Desconfie de ofertas de produtos e serviços, como viagens, com preços muito abaixo do mercado. Nesses momentos, é comum que os cibercriminosos usem nomes de lojas conhecidas para tentar invadir o seu computador. Eles se valem de e-mails, SMS e réplicas de sites para tentar coletar informações e dados de cartão de crédito, senhas e informações pessoais do comprador;
  • Atenção com links e arquivos compartilhados em grupos de mensagens de redes sociais. Eles podem ser maliciosos e direcionar para páginas não seguras, que contaminam os dispositivos com comandos para funcionarem sem que o usuário perceba;
  • Cadastre suas chaves Pix apenas nos canais oficiais dos bancos, como aplicativo bancário, Internet Banking ou agências;
  • Não forneça senhas ou códigos de acesso fora do site do banco ou do aplicativo;
  • Não faça transferências para amigos ou parentes sem confirmar por ligação ou pessoalmente que realmente se trata da pessoa em questão, pois o contato da pessoa pode ter sido clonado ou falsificado;
  • Inclua suas informações pessoais e dados de cartão somente se tiver certeza de que se trata de um ambiente seguro;
  • Monitore o seu CPF com frequência para garantir que não foi vítima de fraude.