Fiscalização da ANP (Agência Nacional do Petróleo) notificou três postos de combustíveis por irregularidades em Mato Grosso do Sul, durante ação que vistoriou onze estabelecimentos. Outros seis produtores de etanol também passaram pelo pente-fino e três deles apresentaram irregularidades.

Conforme a ANP, dois postos – um de Dourados e outro de Maracaju – estavam com defeito no termodensímetro (equipamento acoplado às bombas de etanol para verificar a qualidade). Já um posto em Caarapó tinha dois bicos de óleo diesel interditados por irregularidades no volume entregue ao consumidor.

Por fim, três produtores de etanol, situados em Caarapó, Rio Brilhante e Ponta Porã, foram autuados por coletar amostras-testemunha em frascos que não apresentavam os padrões estabelecidos pela legislação. Além disso, o produtor de etanol situado em Rio Brilhante foi autuado por não informar o número do certificado de análise da qualidade na nota fiscal.

No total, onze postos de combustíveis, seis produtores de etanol e uma revenda de combustível de aviação foram os estabelecimentos visitados pelos fiscais da ANP no período, nas cidades de Angélica, Caarapó, Dourados, Itaporã, Ivinhema, Maracaju, Ponta Porã e Rio Brilhante.

A ação foi realizada entre os dias 24 de outubro e 3 de novembro em 15 estados do país. Nas ações, os fiscais verificaram a qualidade dos combustíveis, o fornecimento do volume correto pelas bombas medidoras, adequação dos equipamentos e instrumentos necessários ao correto manuseio dos produtos, documentações de outorga da empresa e relativas as movimentações dos combustíveis.