Procon vai fiscalizar queda no preço dos combustíveis nos postos de MS

Azambuja também pede para consumidores procurarem os menores preços
| 20/07/2022
- 11:25
Governador Reinaldo
(Foto: Nathália Alcântara, Midiamax)

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), declarou nesta quarta-feira (20) que o consumidor sul-mato-grossense deve procurar postos de combustíveis que, de fato, apliquem o valor reduzido. O tucano também adianta que o Procon (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor) está fiscalizando os estabelecimentos.

“O Procon já está fiscalizando, mas o consumidor precisa ajudar buscando estabelecimentos com os preços mais baixos. Não adianta diminuir a alíquota e o valor não chegar até o consumidor. Por isso é preciso que realizem pesquisas e só abasteçam onde diminuir o preço”, disse o Governador.

A anunciou nesta terça-feira (19), a redução de R$ 0,20 no preço do litro da gasolina vendido às distribuidoras, a partir desta quarta-feira.

Em Campo Grande o preço ainda não diminuiu

Nos postos de combustíveis de Campo Grande, o preço do litro ainda segue na casa dos R$ 5,30, mesma média registrada nos últimos dias após queda de impostos federais e do ICMS sobre o combustível.

A projeção do Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes MS) é que a partir desta quarta o preço da gasolina registre uma queda de R$ 0,14 nas bombas.

Nesta quarta-feira, o Jornal Midiamax realizou um levantamento do preço dos combustíveis em postos de abastecimento na região central de Campo Grande.

O menor preço encontrado para o litro da gasolina foi a R$ 5,29, enquanto no caso do diesel S10 é R$ 6,99, e o o valor mais baixo é de R$ 4,19.

Veja também

O conselho diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou nesta quinta-feira, 18, mais 60...

Últimas notícias