Compra de Dia das Mães ainda é fraca, mas expectativa de lojistas é ousada em Campo Grande

Preços altos e a espera por um melhor dia de compra são os principais motivos para a ainda baixa procura do consumidor para o Dia das Mães
| 22/04/2022
- 16:56
Compra de Dia das Mães ainda é fraca, mas expectativa de lojistas é ousada em Campo Grande
Consumidores ainda estão em fase de pesquisa de preço para o Dia das Mães. (Foto: Nathalia Alcântara/Jornal Midiamax)

Mesmo com ruas movimentadas no centro de Campo Grande nesta sexta-feira (22), a procura de presentes para o Dia das Mães foi morna. A reportagem do Jornal Midiamax foi às ruas e constatou que preços altos e a espera por um melhor dia de compra são os motivos relatados pelos consumidores para a baixa procura.

Nos varejistas da Rua 14 de Julho, os relatos foram de que a procura pelos famosos presentes do Dia das Mães ainda não teve início, mas a expectativa é de que as vendas para a data comecem na próxima segunda-feira (25).

WhatsApp Image 2022 04 22 at 14. 1 2 - Compra de Dia das Mães ainda é fraca, mas expectativa de lojistas é ousada em Campo Grande
O gerente Everton de Oliveira aponta que as expectativas de venda são altas. (Foto: Nathalia Alcântara/Jornal Midiamax)

Em contrapartida, o gerente de uma loja, Everton Oliveira, aponta que o feriado de Tiradentes ajudou no início das vendas para a data, mas as expectativas são de que o movimento aumente ainda mais. "Este ano a gente quer alavancar as vendas, né? Agora está mais estável [...] A gente está com uma meta bem ousada para estar atingindo este ano", relata.

De acordo com o gerente, as promoções especiais para a data estão programadas para o fim do mês, mas algumas pessoas já procuraram presentes com antecedência.

Entre os produtos mais comprados até o momento estão eletroportáteis, cama box, roupeiros, secador e prancha de cabelo.

WhatsApp Image 2022 04 22 at 14. 2 1 - Compra de Dia das Mães ainda é fraca, mas expectativa de lojistas é ousada em Campo Grande
Os eletroportáteis estão entre os produtos mais procurados para o Dia das Mães este ano na loja Gazin, da Rua 14 de Julho. (Foto: Nathalia Alcântara/Jornal Midiamax)

Dando início às pesquisas de preço por um presente para sua mãe, Bruna Souza, de 27 anos, aponta que vai fazer sua compra apenas dia 30 deste mês. A ideia é dar um perfume para sua mãe e gastar cerca de R$ 200,00. "Perfume é caro, né? Mamãe merece muito", comenta.

Ana Bárbara Vilela, de 20 anos, ainda não iniciou as buscas por um presente de Dia das Mães e pretende começar sua procura apenas no início de maio. No entanto, o presente já está definido. "Um sapato entre R$ 60, R$ 70 porque a gente também não está podendo tanto", afirma.

WhatsApp Image 2022 04 22 at 14. 4 - Compra de Dia das Mães ainda é fraca, mas expectativa de lojistas é ousada em Campo Grande
Com preços altos, dona Leonice ainda não sabe o que vai fazer no Dia das Mães. (Foto: Nathalia Alcântara/Midiamax)

Morando distante da mãe, Leonice Inácio Ferreira, de 53 anos, aponta que os preços altos dos produtos somados à viagem até Sidrolândia, cidade em que sua mãe reside, são os aspectos que ainda a impedem de saber como vai fazer neste Dia das Mães. "Além de comprar o presente, tem que abastecer o carro, que não está barato, né? Para me locomover até lá. Não sei", aponta.

Com a mãe morando em uma chácara, Andreia de Castro, de 38 anos, pontua que vai aguardar sua mãe chegar a Campo Grande para que a procura seja em conjunto e sem erro.

Pesquisa de compra para o Dia das Mães

O Instituto de Pesquisa da Fecomércio-MS (Federação do Comércio de Bens, Serviços e de Mato Grosso do Sul) divulgou levantamento de intenção de compras para o Dia das Mães. Conforme levantamento, a data deve movimentar o comércio cerca 60% a mais em relação ao mesmo período do ano passado. A expectativa de gasto médio é de R$ 175,00 no Estado.

A movimentação deve alavancar a economia local em R$ 341,10 milhões e o gasto médio por família, incluso comemorações e presentes, fica na faixa dos R$ 340,42. Sendo 67,60% com intenção de presentear a mãe e 67,30% de investir em comemorações.

Entre os itens que mais devem ser comprados estão 26% em artigos de vestuário, 12% calçados, 19% perfumes ou cosméticos, 12% bolsas ou acessórios e 9,50% em flores ou cesta café e chocolates. Destes, 67% vão comprar seus presentes presencialmente, 14% pela e 6% vão comprar a distância de uma loja física.

“O comerciante precisa ficar atento à tendência de pagamento à vista mediante descontos, preferência de 62% dos entrevistados e também levar em conta em suas estratégias que o bom atendimento, condições de parcelamento e variedade são itens importantes para a decisão de compra”, orienta o presidente do IPF-MS, Edison Araújo.

Comemorações são a preferência este ano

O Dia das Mães também deve movimentar supermercados com a compra de ingredientes para o preparo de refeições, segundo a economista do IPF-MS, Regiane Dedé de Oliveira.

Ainda conforme a pesquisa do Fecomércio, os métodos de pagamento à vista com desconto e bom atendimento serão os principais meios de chamar a atenção do público. Cerca de 62% dos clientes consideram o desconto no pagamento à vista, 39% preferem o atendimento, 27% o parcelamento e 31% outros fatores. 

Veja também

Lei federal determina devolução de tributos cobrados a mais dos consumidores

Últimas notícias