Com expectativa de vendas do comércio, maioria pretende gastar até R$ 175 no Dia das Mães em MS

Pesquisa da Fecomércio-MS aponta que vendas devem movimentar 60% a mais do comércio do que no ano passado
| 20/04/2022
- 15:54
Centro, Dia das Mães
Movimentação no Centro de Campo Grande (Foto: Leonardo de França, Midiamax/de arquivo)

O Fecomércio-MS (Federação do Comércio de Bens, Serviços e de Mato Grosso do Sul) divulgou nesta quarta-feira (20) levantamento do intenção de compras no Dia das Mães. O Instituto de Pesquisa apontou que a data pode movimentar cerca de 60% a mais o comércio do que o período do ano passado, além da estimativa de gasto de presentes de até R$ 175 no Estado.

A data que mais movimenta o comércio deve alavancar cerca de R$ 341,10 milhões na economia local. Entre presentes e comemorações, a pesquisa indica que o gasto médio é de R$ 340,42 por família. Destes, 67,60% devem presentear a mãe e R$ 67,30$% investir em comemorações.

Os itens que mais devem ser adquiridos são: 26% de artigos de vestuário, 12% calçados, 19% perfumes/cosméticos, 12% bolsas/acessórios e 9,50% em flores ou cesta café/chocolates. Destes, 67% vão comprar na loja física, 14% pela internet e 6% vão comprar a distância de uma loja física.

 “O comerciante precisa ficar atento à tendência de pagamento à vista mediante descontos, preferência de 62% dos entrevistados e também levar em conta em suas estratégias que o bom atendimento, condições de parcelamento e variedade são itens importantes para a decisão de compra”, orienta o presidente do IPF-MS, Edison Araújo.

Em uma análise dos municípios, destaque para as cidades de Coxim e Ponta Porã, onde os gastos médios com presentes serão de R$ 191,54 e R$ 186,35, respectivamente. São, inclusive, as cidades que apresentaram a maior reação em relação ao Dia das Mães do ano anterior. Já as comemorações aparecem com maior investimento médio em Dourados (R$ 191,85) e Corumbá (R$ 171,69).

Maioria vai comemorar Dia das Mães

A economista do IPF-MS, Regiane Dedé de Oliveira, ressalta, ainda, que a data deve proporcionar um movimento importante em supermercados, considerando que 83,5% dos entrevistados que irão comemorar informaram que vão comprar ingredientes para o preparo da refeição em casa.

No momento da compra, o pagamento à vista com desconto e bom atendimento serão os principais atrativos. Pelo menos, 62% dos clientes levam em consideração o desconto no pagamento à vista, 39% o atendimento, 27% o parcelamento e 31% vários fatores.

 “A gente percebe este ano um cenário mais positivo, um início de recuperação da economia, com a pandemia afetando menos os setores comerciais. A pesquisa mostra que as pessoas pretendem comemorar em casa, presenteando suas mães presencialmente, o que não foi possível nos últimos anos, em razão da pandemia, e isso volta com mais força este ano”, explica a economista do MS, Vanessa Schmidt.

O monitoramento foi realizado entre 1° a 11 de abril, Bonito, Campo Grande, Corumbá, Ladário, Coxim, Dourados, Ponta Porã e Três Lagoas. Ao todo, 1.819 pessoas responderam o questionário aplicado pela federação e o Sebrae-MS. 

Confira a pesquisa completa aqui.

Veja também

Porém, em comparação a maio último, houve queda de 4,21%.

Últimas notícias