Campo-grandense preferem presentear sogras do que avós e madrastas no Dia das Mães, aponta pesquisa

Sogra é a terceira categoria que mais deverá receber presentes no Dia das Mães, abaixo de mães e esposas
| 28/04/2022
- 17:09
Dia das Mães
Comércio do Centro de Campo Grande começa a se preparar para o Dia das Mães. - (Foto: Marcos Ermínio/ Jornal Midiamax)

Uma pesquisa realizada entre os consumidores de Campo Grande revele que as sogras estão entre as pessoas que mais serão presenteadas no Dia das Mães. Publicado nesta quinta-feira (28), o levantamento aponta que apenas as mães e esposas estão na frente.

De acordo com o Procon Municipal, que realizou o levantamento, 69% dos consumidores entrevistados pretendem presentear alguém no feriado. Já 17% afirmam que não irão presentear e 14% ainda não se decidiram.

Entre as que mais receberão presentes, em primeiro lugar estão as próprias mães com 42% das intenções. Outros 19,1% para as esposas; 15,3% para as sogras; 8% madrastas; 6,1 % avós; 6,1% outras; e 3,4% filhas.

Dentre os itens mais procurados estão as flores, com 19,4%, em seguida vêm os perfumes/cosméticos com 14,1%; chocolates,13,2%; 10,5% roupas; 9,9% outros; 9,5% acessórios; 6,9% calçados; 6,9 eletrodomésticos; 5,3% livros e, 4,3% eletrônicos.

A pesquisa também constatou que 89,8% das pessoas consideram que o presente está mais caro em relação ao ano passado. Quem conseguir garantir uma “sobra” para o final do mês, aposta em presentes de R$ 100,00 a R$ 200,00 – 47,3% ; 40,6% preferem menos de R$ 100,00; 10,3% entre R$ 200,00 a R$ 500,00; e, apenas 1,8% acima de R$ 500,00. A maior parte dos entrevistados, 20%, ainda não se decidiu onde irá adquirir o presente.

Foram entrevistadas 210 pessoas por meio de um questionário composto por 10 questões, no período de 25 a 27 de abril. Para conferir a pesquisa completa, clique aqui.

Maior movimento

Nas vésperas do Dia das Mães, a principal data do semestre e segunda melhor do ano para o comércio, os comerciantes de Campo Grande esperam um 'boom' de movimento no mercado com a antecipação do 13º salário dos aposentados, que começou na última segunda-feira (25).

Segundo o presidente da CDL-CG (Câmara dos Dirigentes Logistas da Capital), Adelaido Vila, a expectativa da categoria está positiva e o dinheiro da antecipação vai gerar um reaquecimento na retomada nesse momento de recuperação da pandemia.

O calendário antecipado do 13º salário para os aposentados vai até o dia 6 de maio, dois dias antes do Dia das Mães, o que gerou a expectativa no comércio de MS.

"A antecipação vai fazer circular muito mais dinheiro no nosso mercado, permitindo que as pessoas que estão inadimplentes voltem a adimplência e possam ter condições de créditos para compra nas lojas. Além daqueles que não estão nessa situação, que vão poder ter mais um valor para poder usar na compra do Dia das Mães", explicou Adelaido ao Jornal Midiamax.

Além da compra de presentes, o dirigente também pontua que a expectativa do comércio é favorável para os segmentos de lazer e entretenimento, por conta das comemorações do dia — celebrado em 8 de maio neste ano.

Presentes no comércio

Segundo levantamento do Instituto de Pesquisa da Fecomércio-MS (Federação do Comércio de Bens, Serviços e de Mato Grosso do Sul) o Dia das Mães deve movimentar o comércio cerca 60% a mais em relação ao mesmo período do ano passado. A expectativa de gasto médio é de R$ 175 no Estado.

A movimentação deve alavancar a economia local em R$ 341,10 milhões e o gasto médio por família, inclusos comemorações e presentes, fica na faixa dos R$ 340,42. Sendo 67,60% com intenção de presentear a mãe e 67,30% de investir em comemorações.

O Dia das Mães também deve movimentar supermercados com a compra de ingredientes para o preparo de refeições, segundo a economista do IPF-MS, Regiane Dedé de Oliveira.

Segundo comerciantes e vendedores, a maioria das pessoas está esperando receber o salário para fazer as compras de Dia das Mães. Além disso, a Páscoa foi uma “data cara”, em que muitos tiveram gastos altos e, logo depois, veio o feriado e o Carnaval, com mais gastos.

Para o Dia das Mães vai ser necessário esperar o salário entrar na conta para comprar os presentes. 

Veja também

Foram levantados preços de 29 produtos da cesta básica em 12 supermercados do município

Últimas notícias