Cotidiano / Consumidor

Procon Estadual registra aumento de denúncias contra bancos devido a empréstimos irregulares

Durante a pandemia, principias vítimas foram os cidadãos aposentados

Ranziel Oliveira Publicado em 25/06/2021, às 15h35

Sede do Procon Estadual em Campo Grande
Sede do Procon Estadual em Campo Grande - (Foto: Edemir Rodrigues)

O Procon (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor) de Mato Grosso do Sul registrou um aumento de denúncias contra instituições financeiras, em relação a empréstimos consignados. O número de ações abusivas se elevou durante o período de pandemia e prejudicou principalmente cidadãos aposentados, nesta terça-feira (22).

Nesse sentido, foram atendidas 169 pessoas no ano passado (2020) enquanto só nos primeiros cinco meses deste ano já ocorreram 78 registros além de pedidos de orientação de como proceder. Foram 22 bancos reclamados no ano passado e este ano já somam 20, aos quais o Procon Estadual encaminhou procedimentos no sentido de solucionar as demandas dos consumidores.

No ano passado as instituições mais reclamadas foram o C6 Consignados S.A com 31 ocorrências seguido do BMG com 21,  Panamericano 19, Itaú com 15 e Bradesco e Banco do Brasil com 24 cada. Em relação a este ano, as instituições que mais cometem irregularidades se repetem, com alguma alternância. O campeão de reclamações continua sendo o C6 Consignados  (14), Itaú (11), BMG e Bradesco (7),  Banco do Brasil e Panamericano (5) cada.

Na opinião do superintendente do Procon Estadual, Marcelo Salomão, os consumidores devem se manter alerta e continuar formalizando suas denúncias. “O atendimento presencial está suspenso temporariamente. Entretanto continuamos os nossos trabalhos de forma remota”, afirma.  Para contatos podem se utilizados o “fale conosco” di site www.procon.ms.gov.br, o telefone 151 além do whatsapp (67) 9 9158 0888. (Com informações do Procon MS).

Jornal Midiamax