Cotidiano / Consumidor

Capacete quebra, lesiona crânio de vendedor e acidente vira caso de Justiça em MS

Vítima pede cerca de R$ 100 mil em indenizações

Renan Nucci Publicado em 23/08/2021, às 11h38

None
Foto Ilustrativa

Vendedor de Campo Grande procurou a Justiça ao se ferir depois que o capacete quebrou durante acidente de trânsito na zona rural. A viseira chegou a perfurar o rosto dele, resultando em uma trincadura no crânio. Por este motivo, pede aproximadamente R$ 100 mil em indenizações à fabricante do produto, bem como à empresa distribuidora.

Consta nos autos do processo que, em fevereiro deste ano, a vítima adquiriu o capacete pela internet, pagando o total de R$ 229,90, acreditando que, pelo preço, receberia um produto de alta qualidade capaz de garantir relativamente sua segurança. No entanto, acabou levando a pior ao sofrer uma queda cerca de dois meses após a compra.

O vendedor explicou que seguia de moto por uma estrada na zona rural, quando ao passar por um quebra-molas, sofreu queda e bateu com a cabeça. No entanto, ao invés de protegê-lo, o capacete só piorou a situação. Com o impacto, a mercadoria ficou com a parte da frente destruída e a viseira perfurou o rosto do vendedor, ferindo-o no crânio.

Ele precisou receber 13 pontos na face, perdeu um dente e ficou com uma cicatriz. Neste sentido, entende que o produto não atendeu ao propósito pelo qual foi adquirido. Assim, pede R$ 80 mil em indenização por danos morais, R$ 15 mil em indenização por danos estéticos e mais R$ 3 mil por danos materiais. O processo tramita na  15ª Vara Cível da Capital. A audiência de conciliação do caso será realizada no dia 4 de novembro.     

Jornal Midiamax