Cotidiano / Consumidor

Maioria dos consumidores irá às lojas do Centro para compras do Dia das Mães

Data deve injetar R$ 214 milhões na economia de MS

Midiamax Publicado em 28/04/2015, às 16h03

None
comprasmidiamax.jpg

Data deve injetar R$ 214 milhões na economia de MS

Uma das datas favoritas dos comerciantes é o Dia das Mães. Neste ano o dia especial, comemorado sempre no segundo domingo de maio, será no dia 10, conforme pesquisa, deve movimentar principalmente as lojas localizadas no Centro de Campo Grande. Ao todo, em todo o Estado, a data deve injetar na economia de Mato Grosso do Sul R$ 214 milhões, sendo R$ 40,7 milhões apenas na Capital.  Além das mamães, as sogras e as esposas também devem ser presenteadas.

Dados da pesquisa elaborada pela Fecomércio-MS (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), em parceria com o Sebrae-MS, Universidade Uniderp-Anhanguera e Fundação Manoel de Barros, o local preferido pelos consumidores para comprar os presentes é o Centro, conforme disseram 67% dos entrevistados. Os shoppings foram escolhidos por 21% dos ouvidos. Outros 8% devem comprar nas lojas de bairros e apenas 3% devem adquirir presentes em lojas virtuais. Entre os presentes 17% escolheram dar peças de roupas, 16% calçados, 14% bolsas e acessórios, 11% perfumes e cosméticos, 2% eletrônicos e 2% eletrodomésticos.

 Segundo a pesquisa a escolha dos eletroeletrônicos ficará distribuída entre celulares, com 31% das escolhas, 20% para chapa para cabelos, 14% secador de cabelo, 11% tablet e 9% TV. Os eletrodomésticos ficaram entre as escolhas para 20% para forno micro-ondas, 20% para liquidificador, 11% para batedeira e 9% para multiprocessador e refrigerador.

A pesquisa divulgada pela Fecomércio-MS também foi feita nas cidades de: Aparecida do Taboado, Aquidauana, Anastácio, Campo Grande, Chapadão do Sul, Corumbá, Dourados, Ladário, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã, São Gabriel do Oeste e Três Lagoas. Foram entrevistadas 2.000 pessoas nos mais diversos pontos de circulação e comercialização de cada uma dessas cidades, com nível de confiança de 95% e erro amostral de 2,2%.

Jornal Midiamax