Cotidiano / Consumidor

Grandes empresas responderam por 337 reclamações de consumidores insatisfeitos em julho

O levantamento demonstra que as empresas responsáveis pelo maior número de reclamações são as que estabelecem uma filial na cidade.

Arquivo Publicado em 02/09/2012, às 13h29

None
1705065459.jpg

O levantamento demonstra que as empresas responsáveis pelo maior número de reclamações são as que estabelecem uma filial na cidade.

Avaliação realizada pelo Procon/MS aponta que as empresas que vendem produtos eletroeletrônicos no varejo foram responsáveis por 337 reclamações apenas no mês de julho. Conforme o presidente da entidade, Alexandre Rezende, as principais reclamações feitas pelo consumidor são quanto ao prazo de entrega, publicidade e venda casada.

Alexandre explica que uma lei estadual determina que a loja informe a data e o período em que o produto vai ser entregue. Quanto ao segundo motivo de reclamações: “as lojas fazem uma promoção em outras cidades do país, porém quando o consumidor vai à procura do produto, não o encontra na promoção.”, aponta.

O levantamento demonstra que as empresas responsáveis pelo maior número de reclamações são as que estabelecem uma filial na cidade. “As empresas locais quase não sofrem este tipo de reclamação.”, revela Alexandre.

No período de 1º de janeiro a 30 de julho deste ano, as lojas que mais receberam reclamação foram as Casas Bahia, com 300, Casas Pernambucanas, 133 e Carrefour – 93.

Sobre a venda casada, ele informa que algumas lojas se valem da imposição de seguros ou garantia estendida para facilitar a aprovação de um crédito.

O presidente do Procon relata também que estes casos são, na maioria das vezes, resolvidos apenas com intermediação da entidade, sem necessidade da abertura de processo. “Reclamações como essa são resolvidas no atendimento preliminar.”.

Ainda conforme a entidade, as principais reclamações do consumidor sul-mato-grossense em 2012 foram com relação aos bancos comerciais. Em apenas sete meses, o órgão registrou 1.571 demandas. Em todo o ano de 2011 foram feitas 955.

O Procon atende à população para resolução entre fornecedor e consumidor pelo telefone 151.

Jornal Midiamax