Com ampliação de idade, a vacinação contra a dengue em Campo Grande teve teve fila de pais e adolescentes e unidades lotadas durante todo o sábado (2). Conforme cronograma da Prefeitura, a aplicação agora está autorizada para crianças entre 10 e 14 anos.

Na sala de vacinação do Pátio Central Shopping, cadeiras foram colocadas do lado de fora para acomodar quem aguardava. Na parte interna, mais fila de pais e adolescentes e o cesto de descarte cheio de embalagens denunciava a alta quantidade de doses aplicadas no dia. 

Foto: Alicce Rodrigues, Jornal Midiamax

“Hoje foram vacinadas cerca de 150 pessoas aqui. Só de dengue foram 105 imunizantes”, comenta o enfermeiro coordenador, Paulo Adriano. Segundo ele, adolescentes de 12 a 14 anos são maioria entre os vacinados. Aumentou bastante o movimento depois que subiu a faixa etária, bem mais do que estava antes”, detalha. 

Além dos imunizantes da dengue para os adolescentes, também foram disponibilizadas vacinas da -19. Ao todo, cerca de 500 doses oferecidas ao público. 

Para o advogado Igor Vilela, de 43 anos, o sábado foi dia marcado para vacinar os quatro filhos adolescentes. Para ele, além de compromisso social, a atitude é o cumprimento do dever de pai. 

“Eu penso que trata-se de uma obrigação até legal da gente, vacinar os nossos filhos para evitar o mal que pode ocasionar até uma morte. Então, é um dever de todo pai vir e trazer os nossos filhos”, afirmou. 

Foto: Alicce Rodrigues, Jornal Midiamax

Na USF (Unidade de Saúde da Família) do Universitário a procura também foi alta. “Só hoje já foram aplicadas mais de 60 doses e mais tarde esse número deve aumentar”, relatou a enfermeira Márcia Marques.

Na unidade, também estão sendo aplicadas vacinas para outras doenças, como o HPV. Lá, a faixa etária de 12 e 13 anos foi a que mais se vacinou. 

Avó de dois meninos, de 12 e 13 anos, Maria Glória aproveitou a folga e não deixou passar a oportunidade de proteger os netos. “Eles tinham um jogo e queriam jogar, mas a prioridade é a saúde. É importante para prevenção, né? Vacinar é fundamental”, afirmou. No domingo, a vacinação será no Shopping Norte Sul Plaza das 11 às 19h.

Segundo levantamento recente, a Secretaria Municipal de Saúde vacinou 3,6 mil crianças entre 10 e 11 anos, público-alvo estabelecido pelo Ministério da Saúde no primeiro momento. Campo Grande recebeu pouco mais de 24 mil doses da vacina contra a dengue e o público estimado, de 10 a 14 anos, é de 78 mil pessoas.

Casos e mortes em crescimento

Boletim Epidemiológico da Dengue confirmou mais duas mortes pela doença no interior de Mato Grosso do Sul. A atualização foi publicada pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) no dia 27 de fevereiro.

Os óbitos são de um homem de 81 anos de Chapadão do Sul, que morreu no último dia 7 de fevereiro. Ele começou a sentir os sintomas ainda em janeiro e tinha hipertensão e diabetes. A outra morte é de uma mulher de 73 anos de Coronel Sapucaia que tinha hipertensão, diabetes e doença autoimune. Ela sentiu os sintomas em 17 de fevereiro e morreu três dias depois.

O Estado já contabiliza três mortes pela dengue neste ano. A primeira confirmação veio na semana passada de uma bebê de 1 mês de vida. Ainda há uma morte em investigação.

De uma semana para outra, a SES confirmou mais 561 casos de dengue em MS. O Estado chega a 1.602 confirmações e 4.667 casos prováveis. A incidência de dengue a cada 100 mil habitantes está em 51,1 e a letalidade em 0,19% pelos três óbitos