Sempre quando chove, os moradores do Colúmbia, localizado na região norte de vivem um dilema. Em algumas ruas do bairro, a população precisa ficar refém da própria casa já que não pode sair com o ‘rio’ que se forma em frente às residências.

Maria Aparecida de Assis, de 49 anos, é moradora do há seis anos. Ela explica que a rua vira um rio sempre quando chove. Lama e poeira já faz parte do cotidiano de Maria que sonha com o asfalto em frente ao imóvel.

Ainda segundo a moradora, populares sofrem com a água que invade residências e após as chuvas, além da poeira, surge outro problema: as crateras.

“Quando chove a água de outros bairros desce tudo aqui para o Colúmbia. As ruas viram rios e a gente não pode nem sair de casa. Não conseguimos receber visitas e precisamos ficar presos. Quando para de chover se formam enormes buracos e já vi até carros caírem nas valas gigantes. Tem casos de pessoas que também já tiveram as residências invadidas pela lama”, lamentou.

Veja o Vídeo:

Mais estragos

A chuva também causou estragos em outros bairros de Campo Grande. Neste sábado (11), uma moradora filmou com cachoeira em uma das ruas do Chácara dos Poderes, na Capital.

“A situação ainda é tensa. A única passagem é pela EW2. O volume de água diminuiu e os carros estão passando com cuidado, pois, a buracos perigosos nesta via e nas demais. No interior do bairro, buracos, poças de água, ruas onde os carros deslizam e atolam”, disse a Ana Paula Araújo, moradora do bairro.

Em uma outra foto, aparece um veículo que ficou atolado e, devido ao buraco em que caiu, o carro ficou com as rodas traseiras levantadas. Leia clicando aqui.