A chuva de 37 milímetros caiu sobre Dourados, a 229 km de Campo Grande, na noite de quarta-feira (30), durou apenas 10 minutos, mas deixou um rastro destruição em toda a cidade. Para avaliar a extensão dos danos, a Defesa Civil de Mato Grosso do Sul enviou uma equipe ao município na tarde desta quinta-feira (31).

O órgão estadual irá colaborar com a Defesa Civil Municipal e o Corpo de Bombeiros para realizar um levantamento dos estragos causados pela chuva, bem como determinar a quantidade de pessoas afetadas.

A expectativa é que até o final do dia um balanço seja divulgado, apresentando um panorama mais claro da situação na cidade. Informações preliminares dos órgãos municipais indicam que casas foram destelhadas e diversas árvores foram derrubadas durante a tempestade, algumas delas atingindo veículos.

Rastro de destruição

Fiat Uno ficou totalmente destruído (Foto: Marcos Morandi, Midiamax)

Na noite de quarta-feira, a tempestade derrubou parte do teto da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, no Parque Alvorada. Na hora do acidente, havia um grupo de oração com cerca de 40 pessoas dentro da igreja. Segundo informações da Defesa Civil, não há relatos de pessoas feridas.

Em outro ponto da cidade, uma árvore caiu sobre um veículo Fiat Uno, no cruzamento da Rua Cornélia Cerzósimo de Souza com a Rua Ponta Porã. Não havia ninguém no veículo e nenhuma pessoa ficou ferida devido à queda da árvore. O carro estava com trabalhadores que faziam uma montagem em uma farmácia que fica nas proximidades.

Confira o vídeo após a queda do teto da Paróquia:

Segundo o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima), o temporal foi resultado de instabilidades geradas pela passagem de sistemas meteorológicos em níveis médios da atmosfera, aliados ao transporte de calor e umidade.

Além disso, a atuação de um sistema de baixa pressão atmosférica no Paraguai também contribuiu para a formação das chuvas.

Conforme a Defesa Civil, até o momento não foi necessária nenhuma intervenção ou mobilização para outros municípios do Estado. No entanto, as unidades do órgão estão em alerta, prontas para agir em caso de possíveis problemas ao longo do dia.

Como se proteger de temporais?

Em caso de chuvas e rajadas de vento a Defesa Civil alerta a população a seguir algumas recomendações:

Não se abrigar debaixo de árvores

Não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda

Desligar aparelhos elétricos e quadro geral de energia

A pessoa que for afetada pode entrar em contato com o órgão pelo número 199 ou acionar o Corpo de Bombeiros no 193.

Leia também: