Três Lagoas oferece tratamento gratuito de tabagismo; veja como participar

O programa de tratamento atendeu 87 pessoas nos quatro primeiros meses do ano, dentre elas 34 conseguiram parar de fumar
| 31/05/2022
- 17:18
Três Lagoas oferece tratamento gratuito de tabagismo; veja como participar
Foto: Divulgação/PMTL

A de Três Lagoas divulgou o tratamento de tabagismo para quem deseja parar de fumar ofertado na cidade, nesta terça-feira (31) em que é celebrado o Dia Mundial Sem Tabaco. O Programa Municipal de Controle de Tabagismo é aberto para todos que desejam abandonar o hábito de fumar, basta comparecer à unidade de saúde mais próxima e indicar que deseja participar do programa.

Após o pedido da participação no programa, uma consulta é agendada e o paciente passa por uma avaliação com a psicóloga e em seguida é encaminhado para acompanhamento médico.

O programa atendeu 87 pessoas nos quatro primeiros meses do ano, dentre elas 34 conseguiram parar de fumar. Segundo a prefeitura, a taxa de adesão ao tratamento é de 54,93%. Deste número, 85,92% dos pacientes que iniciaram tratamento precisaram do auxílio de remédios, mas outros conseguiram parar de fumar apenas com a terapia e mudança de comportamento.

O tratamento é composto por uma avaliação individual, consultas pessoais ou sessões de grupo de apoio em que os pacientes recebem orientações de como parar de fumar e como viver sem os produtos derivados do tabaco. Nas quatro primeiras reuniões de grupo, são ofertados manuais de apoio com informações sobre as sessões, bem como, são fornecidos medicamentos de forma gratuita para reduzir os sintomas de abstinência à nicotina, quando necessário.

A coordenadora do programa, Thayse Matheus Cerzósimo, explica que o tratamento não abrange apenas medicação, como também apoio psicológico. "É preciso saber o que leva a pessoa a querer fumar e como ela pode mudar hábitos, por isso, é importante o tratamento psicológico", pontua.

A prefeitura alerta que é importante manter os dados do SUS (Sistema Único de Saúde) atualizado para o agendamento das consultas médicas seja realizado.

Veja também

O percentual é maior que o de maio (0,59%), mas menor que o de junho de 2021 (0,83%)

Últimas notícias