Tratando ferimentos, cão que foi arrastado por carro é cuidado por Ong

| 20/04/2022
- 14:53
Thor, cão arrastado
(Foto: Divulgação/Decat)

O pitbul Thor está recebendo tratamento em uma ONG (Organização Não Governamental) no bairro Mata do Jacinto, ainda nesta quarta-feira (20). O cachorro ficou ferido e teve o corpo ferido durante o acidente, no dia 11 de abril, onde estava amarrado por uma corda e foi arrastado por um carro pela Rua Antônio Bitencourt Filho, no jardim Nhanhá, em Campo Grande.

O advogado do tutor, Bruno Tamachiro, disse que a família aguarda os procedimentos de investigação da Decat (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista). “Até onde sabemos, ele [cachorro] está bem”, explicou.

O dono do cão prestou depoimento na última segunda-feira (18). A alegação é que a avó tenha saído com o e não viu o animal preso, mas parou o veículo assim que viu e o socorreu. O advogado informou que ainda é cedo para informar se a avó também deve prestar depoimento sobre o caso.

Cão Thor
Corpo do animal machucado após o acidente. (Foto: -MS)

Também na última segunda, Thor recebeu atendimento na Sala Laranja da delegacia. Segundo o delegado titular, Maércio Alves Barbosa, o cachorro estava machucado e foi examinado pela veterinária designada pelo CRMV-MS (Conselho Regional de Medicina Veterinária de Mato Grosso do Sul), para atuar no caso em apoio à delegacia.

O carro também esteve na delegacia. A investigação vai apurar se o caso foi intencional ou se ocorreu por esquecimento do cão amarrado no veículo.

Cão arrastado

O caso ganhou repercussão quando protetores de animais denunciam imagens do acidente. Conforme a protetora independente, Mayara Van Der Lan, o vídeo chegou até ela na noite do dia 12 de abril, como pedido de ajuda. Ela foi até o local e conversou com funcionários da região. As câmeras de segurança flagraram o momento em que um Kadett arrasta o cão amarrado a uma corda presa no carro.

Um funcionário explicou que quando viu a violência levantou e saiu correndo atrás do carro, entretanto, o condutor estava em alta velocidade. O bicho estaria vivo e tentando levantar.

Veja também

Benefício de R$ 53 é pago a 5,68 milhões de famílias

Últimas notícias