Santuário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro lota com celebração da Paixão do Senhor

Santuário terá vasta programação até o domingo de Páscoa, quando o Arcebispo de Campo Grande, Dom Dimas Lara Barbosa, concederá Bênção Apostólica com Indulgência Plenária na Missa às 10h
| 15/04/2022
- 16:58
Santuário
O Santuário Estadual de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro ficou lotado. Foto: Leonardo de França

O Santuário Estadual de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro ficou lotado durante a apresentação da Paixão do Senhor nesta sexta-feira (15). O espetáculo, que mostra os momentos finais da vida de Jesus Cristo antes da ressurreição para eternidade, foi disputado pelos fiéis cristãos católicos. Começou às 15h, mas a programação tem sido vasta desde o início da semana e será assim até domingo (17), quando o Arcebispo de Campo Grande, Dom Dimas Lara Barbosa, concederá Bênção Apostólica com Indulgência Plenária na Missa às 10h.

A celebração da ressureição também contou o respeito mútuo entre os fiéis, que lotaram o santuário e mesmo estando liberado o uso, todos estavam de máscara. O padre Reginaldo Padilha, reitor do santuário estadual, destacou que quando há respeito a alegria está junto, principalmente quando se trata da adoração a Deus, por meio do seu Jesus Cristo. “A paróquia só tem vida se a comunidade abraçar. Nesses últimos dois anos, houve fragilidade por causa da pandemia. São mais de 660 mil mortos, entre amigos e entes queridos. Agora estamos diante da oportunidade de servir a Deus no santuário. A igreja está lotada e esta será uma Páscoa muito mais feliz que as duas anteriores”, disse o padre Reginaldo Padilha.

Padre Reginaldo Padilha - Santuário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro lota com celebração da Paixão do Senhor
Padre Reginaldo Padilha. Foto: Leonardo de França/Midiamax

Durante a celebração da Paixão do Senhor Jesus Cristo, quando o padre entra no santuário todos os fiéis se ajoelham, simbolizando a humanidade em respeito ao amor infinito de Jesus Cristo. Na igreja, todos os cuidados com a prevenção da Covid-19 também eram visíveis, por causa do álcool gel espalhado em pontos estratégicos, dando continuidade à sintonia com as autoridades de saúde, comprovando – mais uma vez – o elevado nível de conscientização dos fiéis. Desta forma, a Semana Santa celebrou o mistério da Paixão, da Morte e da Ressurreição de Jesus Cristo, iniciando pelo Domingo de Ramos, que relembra a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém e que terminará com a ressurreição, no Domingo de Páscoa.

Para a contadora Aparecida Calvis, 61, essa Páscoa se torna ainda mais especial porque foram quase dois anos sem poder ir à igreja rezar. “O importante é que a pandemia está sendo vencida e nós voltamos para a nossa igreja”, disse Aparecida, que não fez a menor questão de esconder sua alegria com a evangelização e catequização. O motorista Estevão Andrade, 31, compactua desta felicidade. Ele foi ao santuário junto a sua esposa e dois filhos. “Sem Deus, nós nada somos. Precisamos nos humilhar diante de Deus”, destacou.

Confira a cronologia da Páscoa no Santuário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro até domingo

No Sábado Santo, 16, o Santuário celebra a Vigília Pascal às 19h. Esta é a principal celebração do Ano Litúrgico, na qual a partir da Celebração da Luz, das liturgias da Palavra, do Batismo e da Eucaristia, faz-se a memória solene da Ressurreição do Redentor. Este é o dia próprio da recepção dos sacramentos da Iniciação Cristã pelos adultos catecúmenos e catequizandos: 23 catecúmenos receberão o Batismo, 81 catequizandos receberão a Crisma, e 68 catequizandos comungarão pela primeira vez da Santíssima Eucaristia. Também neste dia, toda a comunidade de fiéis renova as promessas feitas o dia do próprio Batismo, pois neste dia fomos sepultados com Cristo, para ressurgir numa vida nova.

A Semana Santa encerra com o Domingo de Páscoa, dia em que Jesus ressuscitou. Páscoa significa “passagem" da morte para a vida, que este ano será enriquecido no Santuário Estadual com a Bênção Apostólica enviada pelo Papa Francisco aos devotos da Padroeira de Mato Grosso do Sul.

Veja a programação no Santuário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

16.04 Sábado Santo

Santa Missa da Vigília da Páscoa na Ressurreição do Senhor às 19h

17.04 Domingo de Páscoa

Santa Missa às 7h, 10h, 16h, 18h e 20h

Bênção Apostólica com Indulgência Plenária por Ocasião do Ano Jubilar do Perpétuo Socorro às 10h

Cantata de Páscoa às 19h

Dom Dimas concede Bênção Papal com Indulgência Plenária em missa de Páscoa

O Arcebispo de Campo Grande, Dom Dimas Lara Barbosa, concederá Bênção Apostólica com Indulgência Plenária na Missa deste domingo de Páscoa, às 10h, no Santuário Estadual de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

A Bênção foi concedida pelo Papa Francisco por meio de dois decretos, em decorrência da celebração do Ano Jubilar do Perpétuo Socorro que acontece entre os dias 3 de agosto de 2021, dia exato em que a Igreja Matriz Nossa Senhora do Perpétuo Socorro foi inaugurada e abençoada e 11 de julho de 2022, data que marca os 100 anos da criação das Novenas em honra à Mãe do Perpétuo. Este é um momento único para que os fiéis possam celebrar de forma mais profunda o Ano Jubilar.

A Bênção Apostólica com Indulgência Plenária é um dom raro, pois até o Papa a concede a toda à Igreja apenas duas vezes ao ano: no Dia do Natal do Senhor e no Domingo de Páscoa. A bênção só pode ser administrada a partir de um Sucessor dos Apóstolos, ou seja, um Bispo. A partir da indulgência Plenária, a Igreja Católica auxilia e motiva o cristão às obras de piedade, penitência e de caridade. Quando concedida, é removida, perante Deus, a pena temporal, devida pelos pecados já perdoados quanto à culpa. Por vontade e decreto do Santo Padre Francisco, a indulgência no Santuário Estadual de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Campo Grande, tem o grau de plenária.

Veja também

Mais de 1 milhão de veículos compõem a frota do Estado; grande parte foi fabricada em 2011

Últimas notícias