Cotidiano

80% de atendimentos realizados na Santa Casa são por acidentes de trânsito

Maior parte dos acidentes envolvem motociclistas

Karina Campos Publicado em 07/01/2022, às 15h30

Acidentes tiveram aumento considerável de motociclistas em Campo Grande.
Acidentes tiveram aumento considerável de motociclistas em Campo Grande. - (Foto: Divulgação/Santa Casa)

A Santa Casa de Campo Grande divulgou, nesta sexta-feira (7), o balanço de pacientes internados na unidade com politraumatismo, ou seja, com traumatismos múltiplos causados, pela maior parte de internação, por acidentes de trânsito durante 2021. Comparado ao ano anterior, 80% dos internados no hospital atualmente são pessoas acidentadas em ruas da Capital.

Conforme o levantamento da Sala de Situação de Inteligência e Negócios do hospital, apenas no mês janeiro do ano passado, a Santa Casa realizou 353 atendimentos com entrada na urgência e emergência do Pronto-socorro. Nos meses seguintes, os números continuaram altos causados por acidentes entre carros e motos, somando 1.483, sendo 1.180 motociclistas.

Já em comparação com dezembro de 2020, foram registrados 149 acidentes entre carro e moto, sendo novamente motociclista os maiores registros, com 103 internados. Em dezembro de 2021, foram 143 casos, 110 de moto, uma redução de 4% em acidentes de carro e moto e um aumento de 6% de acidentes envolvendo apenas moto no último mês de cada ano.

A médica intensivista da UTI (Unidade de Terapia Intensiva), Dra. Maria Augusta Rahe, explica que vários motivos podem resultar nos acidentes, o que podem ser evitados se houver mais prudência no trânsito.

“No ano passado morreram 60 motociclistas em Campo Grande. Têm muitos que sobrevivem, mas devido à gravidade dos casos, acabam perdendo perna ou braço. Atendemos todos os politraumas da região, é uma questão de saúde pública”, disse.

*Atualizado às 18h54 para correção de informação

Jornal Midiamax