Procon Expresso no Cijus atende para solução de conflitos de consumidores

| 16/05/2022
- 23:45
Procon Expresso no Cijus atende para solução de conflitos de consumidores
Após o primeiro atendimento é designada audiência para uma tentativa de conciliação entre o consumidor e a empresa requerida (divulgação)

O Cijus (Centro Integrado de Justiça) disponibilizou um espaço de atendimento para instalação do "Procon Expresso", serviço prestado para resolução de conflitos de consumidores e amplia o atendimento no local, oportunizando a tentativa da solução conciliatória antes do processo judicial.

A iniciativa do Conselho de Supervisão dos Juizados Especiais de Mato Grosso do Sul, com cooperação técnica com a Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, e Trabalho) e a Superintendência para Orientação e Defesa do (Procon/MS).

Na tarde desta segunda-feira (16), a juíza Elisabeth Rosa Baisch, diretora do Foro dos Juizados Especiais na Capital, recebeu o superintendente do Procon Rodrigo Vaz para uma reunião a respeito dos atendimentos realizados no Cijus, destacando a importância das soluções pré-processuais.

De acordo com a magistrada, o Conselho de Supervisão dos Juizados Especiais para criar soluções ágeis, simplificadas e eficazes: tudo para que a população receba da justiça o melhor em prestação jurisdicional.

O atendimento do Procon Expresso está disponível de segunda a sexta-feira, das 12 às 18 horas, no piso térreo do Centro Integrado de Justiça (Cijus), localizado na Rua Sete de Setembro, 174, Centro de Campo Grande. O acesso ao interior do Cijus é feito pela entrada da Av. Calógeras.

Após o primeiro atendimento é designada audiência para uma tentativa de conciliação entre o consumidor e a empresa requerida. Caso a conciliação seja infrutífera, o consumidor tem a facilidade de se deslocar dentro do próprio prédio do Cijus para o setor de atermação, onde poderá ajuizar o caso. Todo o andamento das demandas abertas no Procon Expresso é realizado no Cijus, inclusive as audiências de conciliação.

Saiba mais – No prédio do Cijus funcionam ainda um guichê das empresas Águas Guariroba, Energisa e da companhia telefônica Oi, que disponibilizam atendimento pré-processual em busca de solucionar conflitos com estas concessionárias por meio da conciliação.

Veja também

Decisão determina multa de R$ 50 mil por dia em caso de descumprimento

Últimas notícias