Diferente da previsão otimista feita pelo Sindicato dos Empregados no Comércio de Campo Grande, a ACICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande) afirma que os empresários estão pessimistas. Como consequência, devem contratar menos funcionários temporários do que no ano anterior.

Pesquisa realizada pela entidade com mais de 100 empresários revela que 57% dos entrevistados pretendem contratar mão-de-obra para o final do ano. O percentual é menor que os resultados de 2021, quando o registrado foi de 69,66%, e de 2020, quando o índice foi 61,76%.

Considerando o trimestre outubro a dezembro, a expectativa da ACICG é que sejam geradas cerca de 2 mil oportunidades de trabalho em empresas do setor terciário, que abrange atividades de comércio e serviços. No ano passado esse percentual era de 3 mil vagas.

De acordo com a pesquisa, a maior parte das contratações deve ocorrer durante o mês de dezembro, diferente do ano passado em que a maioria sinalizou que pretendia contratar já na segunda quinzena de novembro.

Maioria deve contratar até dois funcionários temporários

O levantamento ainda indica que, dentre as empresas que pretendem ampliar a equipe com profissionais, a maior parte, ou seja, 65%, deve contratar até 2 pessoas e 33% pretendem agregar até 5 funcionários. Apenas 2% dos entrevistados responderam que devem contratar 10 pessoas ou mais.

A ACICG também investigou como está a perspectiva de contratações em relação ao ano passado. 65% responderam que a previsão será igual a 2021; cerca de 24% sinalizaram que o número é menor este ano e 11% dos entrevistados revelaram que estão contratando mais em 2022.

Cargos nas áreas de vendas, atendimento, caixa, estoque e reposição de mercadorias são comuns neste período de vendas de final de ano.

Realizada entre os dias 17 de outubro e 7 de novembro de 2022, a pesquisa Perspectivas de Contratações para o Fim de Ano da ACICG contou com a participação de empresários dos ramos de vestuário, eletrônicos, calçados, brinquedos, perfumaria, jóias, alimentos, material de construção, entre outros.