Ônibus lotam com volta às aulas, mas Consórcio Guaicurus diz que só vai colocar mais veículos ‘se houver necessidade’

Diretor garante que 90% da frota estão nas ruas e muitos passageiros se acostumam a usar a mesma linha de ônibus
| 07/03/2022
- 16:05
Ônibus lotam com volta às aulas, mas Consórcio Guaicurus diz que só vai colocar mais veículos ‘se houver necessidade’
Ônibus das linhas 421 e 414 lotam após volta às aulas, em Campo Grande. Foto: Midiamax

É só dar o horário de almoço que os pontos de ônibus lotam e mostram inúmeros estudantes aguardando o transporte de volta para casa. A cena, esquecida em tempos de pandemia, voltou a fazer parte da vida dos campo-grandenses. Nesta segunda-feira (7), uma audiência pública discutiu a mobilidade urbana e o diretor-executivo do , Robson Luis Strengari, ressaltou que só vai colocar mais coletivos nas ruas “se houver necessidade”.

Questionado pelo sobre a frota, ele diz que não sabe precisar quantos ônibus estão nas ruas, porém, ressalta que cerca de 90% dos veículos estão circulando pela cidade e o restante está “nas garagens”, onde passam por manutenção e revisões periódicas. 

“Se tiver a necessidade de colocar, vamos colocar [mais ônibus nas ruas]. Muita gente usa a mesma linha, faz o mesmo percurso e acaba se acostumando”, alegou. 

audiencia - Ônibus lotam com volta às aulas, mas Consórcio Guaicurus diz que só vai colocar mais veículos ‘se houver necessidade’
Vereadores e autoridades em audiência pública - (Foto: Nathalia Alcantara)

 

Intermodalidade no transporte

A Câmara Municipal de Campo Grande realizou nesta segunda-feira (7) uma audiência pública sobre a intermodalidade dos meios de locomoção na cidade. A audiência foi presidida pelo vereador Professor André Luís e contou ainda com a presença de outros parlamentares, além de representantes de instituições ligadas ao trânsito, Prefeitura e sociedade civil. O debate é o primeiro promovido pela Comissão Permanente de Mobilidade Urbana.

A audiência, que se limitou a apresentar alguns aspectos gerais do tema proposto, mas sem conclusões mais objetivas, foi considerada uma abertura de trabalhos da Comissão. “A proposta é termos reuniões mensais para desenrolar este tema. Queremos formar um grupo e pegar a expertise de vários setores para discutir questão da mobilidade, buscar soluções e inclusive contar com palestrantes de fora”, disse o presidente da Comissão. Será discutida a intermodalidade, que é o uso de mais de um modal para se deslocar, auxiliando a melhorar a qualidade de vida. 

“Precisamos diminuir os carros nas pistas, para que as pessoas possam se deslocar de maneira mais barata e segura”, afirmou o vereador Prof. André Luís, destacando a necessidade de melhorar o transporte público para que as pessoas queiram deixar o carro em casa. O debate contará ainda com discussões sobre projetos de engenharia de trânsito e os cuidados com as calçadas. 

Veja também

Últimas notícias