Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro aguardam a chegada da comitiva presidencial em frente à Base Área de Campo Grande, na manhã desta quinta-feira (30), na expectativa de, pelo menos, tirar uma foto ou conseguir trocar algumas palavras com Bolsonaro. Confira aqui a programação do dia do presidente na Capital.

O grupo pequeno chegou antes das 7h, Leilson Freire, de 46 anos, autônomo e a esposa Luciene Gomes da Silva, 46, empresária, chegaram cedo ao local junto com o neto. O morador contou que queria ver o presidente e conferir as atitudes pessoalmente. A família foi a primeira a chegar no ponto, que está preparado com barras de contenção.

Ele ressalta que está ansioso para, ao menos, conseguir falar com Bolsonaro, caso não consiga, irá acompanhar a passagem a pé, pois mora próximo a um dos locais de parada da visita. “Achei estranho que ainda não tem muita gente, uma pessoa importante visitando a cidade, deve ser por conta do horário”, disse.

apoiadores bolsonaro
Casal apoiador de Bolsonaro. (Foto: Henrique Arakaki/Midiamax)

Adriana Nascimento, de 34 anos, e o esposo Ederson Chamorro, 36, profissional de manutenção de câmeras de segurança, organizaram a agenda para chegar cedo ao local quando souberam da visita. O casal também aguarda com expectativa de registrar uma foto com Bolsonaro e foram de moto para acompanhar motociata.

Roteiro da agenda de Bolsonaro

O evento deve começar com o Hino Nacional. A primeira a dar um pronunciamento deve ser a prefeita de Campo Grande. Em seguida, o público deve ouvir as palavras do Ministro, Governador Reinaldo Azambuja e, por último, as de Bolsonaro.

Após a entrega, Bolsonaro vai seguir para motociata nos altos da Afonso Pena e seguirá até a Base Aérea. A partida para Brasília está marcada para as 13h10, na Base aérea.

Ponto de apoio após facada

A Santa Casa de Campo Grande será o ponto de apoio do presidente Jair Bolsonaro (PL) durante agenda pública nesta quinta-feira. A unidade hospitalar foi escolhida na tarde da última segunda-feira (27) para ser o ponto também para membros da comitiva.

A informação foi divulgada pelo hospital e confirmada pela assessora da Presidência para a área da saúde, Marlene de Oliveira. Antes da vistoria nas unidades, ela se reuniu com o presidente da Santa Casa, Heitor Rodrigues Freire, e ressaltou que é importante a medida após a campanha passada, quando Bolsonaro recebeu uma facada na rua.