Municípios de MS recebem 84 mil doses de vacina contra Influenza para reforço do ‘Dia D’

| 27/04/2022
- 11:41
Municípios de MS recebem 84 mil doses de vacina contra Influenza para reforço do ‘Dia D’
Vacinação em Campo Grande (Foto: Reprodução/Prefeitura de Campo Grande)

Para potencializar a cobertura vacinal contra a Influenza, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) distribui, nesta quarta-feira (27), 84 mil doses de vacina contra aos 79 municípios de Mato Grosso do Sul.

Segundo o monitoramento, a população estimada do grupo alvo é de 1.048.221. Das 220 mil doses do imunizante recebido pelo Ministério da Saúde, apenas 81.946 foram imunizados, número que corresponde 10,5% do grupo específico da campanha, marcada para início da segunda fase no próximo sábado (30).

Segundo o secretário de Estado de Saúde, Flávio Britto, é importante que os pais ou responsáveis levem as crianças menores de cinco anos para se vacinarem contra a gripe. “Cada município é responsável por desenvolver a sua estratégia e esperamos alcançar bons resultados”.

A coordenadora Estadual de Vigilância Epidemiológica da SES, Ana Paula Rezende de Oliveira Goldfinger, ressalta que desde o início da campanha realizada no dia 4 de abril, a cobertura vacinal atingiu apenas 10% da meta vacinável de 90% no Estado.

“Não podemos esquecer que estamos no início da campanha, mas infelizmente, tivemos pouca adesão dos idosos nesta campanha. Então, idosos a partir de 60 anos, profissionais de saúde e crianças a partir de seis meses a menores de 5 anos precisam se vacinar contra a gripe. Para as crianças, as unidades de saúde também estarão ofertando a vacina contra o sarampo”, pontua Ana Paula.

Quem pode se vacinar contra Influenza ?

Nesta nova etapa, podem se vacinar crianças entre 6 meses e menores de 5 anos, gestantes e puérperas até 45 dias pós-parto também poderão se vacinar contra a Influenza. Em Campo Grande, estima-se que cerca de 30 mil pessoas façam parte deste grupo, de acordo com a (Secretaria Municipal de Saúde).

Também podem se imunizar os idosos, com 60 anos ou mais, e pessoas que trabalhem na área da saúde — para este grupo, é necessário comprovação de profissão, por meio de cartão do conselho, ou uma declaração por escrito da empresa onde atua.

Desde o início da campanha, no dia 4 de abril, apenas 10% do público-alvo recebeu a vacina, totalizando 31.898 doses aplicadas na Capital, número este muito inferior ao registrado em anos anteriores.

Veja também

Últimas notícias