Mais de 391 mil pessoas ainda não tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19 em MS

Na Capital, 109,9 mil não compareceram, ainda, aos pontos de vacinação
| 21/01/2022
- 11:04
Vacina
Vacina, ilustrativa - (Foto: Henrique Arakaki / Jornal Midiamax)

tem 319.551 pessoas que ainda não compareceram aos pontos de vacinação contra covid para receber a primeira dose (D1) do imunizante. Os dados foram apresentados ao pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) na última quarta-feira (19) e também trazem estimativa de 109 mil pessoas sem a D1 em Campo Grande.

Todavia, a SES não precisou à reportagem o recorte de grupos aptos à imunização e que ainda não compareceram aos postos. Atualmente, podem ser vacinadas em MS pessoas maiores de 18 anos, com os imunizantes Janssen, Coronavac, Astrazeneca e Pfizer; adolescentes de 12 a 17 anos, com o imunizante da Pfizer; e crianças de 5 a 11 anos, com a dose pediátrica da Pfizer.

Vale lembrar que, nessa quinta-feira (20), a (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou por unanimidade a utilização das doses comuns da Coronavac — feita pelo laboratório Sinovac em parceria com o Instituto Butantan — para o público de 6 a 17 anos.

O número nebuloso pode ter considerável redução, considerando que MS possui 301.026 crianças com idades entre 5 e 11 anos aptas a serem imunizadas. Desse grupo, apenas 12 mil receberam vacinas no braço desde o dia 15, quando a campanha infantil teve início. O calendário segue restrito a prioridades e por ordem de idade.

O déficit também deve ser reduzido com mais rapidez tão logo o Ministério da Saúde publique portaria incluindo a Coronavac no PNI para crianças e adolescentes. No caso, MS possui mais de 13 mil doses, que permitiriam o início imediato da vacinação no novo público.

Mais faltantes

A SES também pontuou que, além dos 319 mil que não compareceram aos pontos de vacinação para receber a D1 (primeira dose), 628.421 pessoas também não retornaram para a D2 (segunda dose). Já sobre a dose de reforço (DR), o número de faltantes — ou que aguardam o prazo necessário para reaplicação de imunizante — é de 1.295.210. Em Campo Grande, são 109.992 pessoas sem a D1, 174.421 sem a D2 e 421.114 sem a DR.

Número de casos

Até a última quinta-feira (20), Mato Grosso do Sul registrou 8 novas mortes, sendo cinco por covid e a outras três por influenza. O Estado também teve 1.465 novos casos de infecção pelo novo coronavírus e mais 15 pela gripe. No caso dos óbitos por covid, três deles são de Campo Grande, sendo um homem de 47 anos e outro de 71 anos. Ambos não possuíam comorbidades. Já a terceira vítima é uma mulher de 53 anos, que tinha diabetes, hipertensão, doença cardiovascular crônica e obesidade. 

No interior do Estado, a morte foi de um morador de Figueirão, de 73 anos. Ele tinha comorbidades, como diabetes. Já as outras duas vítimas são do município de Pedro Gomes, sendo uma mulher de 53 anos e um homem de 91 anos. Ambos tinham histórico de hipertensão, entre outras comorbidades.

Veja também

O cinema ao ar livre acontece no Aero Rancho e interessados em assistir sessão deve agendar no site

Últimas notícias