Janela partidária abre em menos de um mês e dará 30 dias para parlamentares trocarem de partido em MS

Em 2022, serão abrangidos pela permissão deputados estaduais, federais e senadores
| 07/02/2022
- 15:36
Campanhas
Sede da Justiça Eleitoral de MS, no Parque dos Poderes, em Campo Grande. - (Foto: Marcos Ermínio, Jornal Midiamax, Arquivo)

A janela partidária, que permite mudança de partido sem risco de perda de mandato, começa em 3 de março e vai até 1º de abril. Neste ano, o mecanismo do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) abrange deputados estaduais e federais, além de senadores. 

Em Mato Grosso do Sul, a movimentação deve ser intensa, uma vez que muitos alegam esperar o período para definir o rumo partidário. Capitão Contar, deputado estadual, está no PSL, mas substituirá a legenda. Deputados Coronel David e Jamilson Name, que estão sem legenda desde 2019, também devem aproveitar a janela.

A deputada federal Rose Modesto, que anunciou nesta segunda-feira (7) os novos planos, também está na lista de quem mudará de casa partidária. Ela é do e deve entrar no União Brasil, sigla formada entre PSL e DEM e que precisa de homologação da Justiça Eleitoral.

A janela partidária ocorre todo ano em que há eleições e dá 30 dias para que parlamentares possam mudar de legenda — esse período acontece seis meses antes do pleito, que em 2022, está marcado para 2 de outubro.

Veja também

Casa de moradora ficou suja por fuligem na manhã desta segunda-feira (27)

Últimas notícias