Inscrições para 2º Seminário da AGEMS sobre resíduos sólidos terminam na segunda-feira

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas no site da Agência
| 19/02/2022
- 00:36
Reprodução
Reprodução

Inscrições para o 2º Seminário da AGEMS se encerra na próxima segunda-feira (21). O seminário irá discutir os resíduos sólidos e o desenvolvimento local para . O evento presencial com transmissão on-line acontecerá na terça-feira (22), às 14h no Novotel, em Campo Grande. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas no site da Agência.

O seminário terá a participação de Hugo Pacheco, renomado especialista português, presidente do Conselho de Administração da ERSARA - Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos dos Açores, Portugal. A programação também inclui uma Mesa Redonda com o tema Diagnóstico e Perspectivas para o Gerenciamento da Cadeia de Resíduos nos Municípios.

Irão compor a Mesa de debate, o secretário da Semagro, Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Familiar de MS, Jaime Verruck e o Promotor de Justiça do Núcleo Ambiental do Ministério Público do Estado, Luciano Furtado Loubet e a diretora de Saneamento e Resíduos Sólidos da AGEMS, Iara Marchioretto.

O diretor-presidente da AGEMS, Carlos Alberto de Assis, destaca a importância do evento para o Estado.

“Queremos para Mato Grosso do Sul um gerenciamento de serviços com redução de riscos para a saúde humana e para o meio ambiente e é de extrema importância que um tema como esse seja debatido. Você é nosso convidado para essa experiência de conhecimento único, e que juntos possamos aprender mais sobre sustentabilidade”, afirma.

O seminário é aberto ao público em geral e, especialmente, a representantes de prefeituras; profissionais ligados ao setor de saneamento, saúde pública e meio ambiente; profissionais de agências reguladoras; pesquisadores e acadêmicos das áreas de engenharia civil, engenharia ambiental, auditoria, perícia ambiental, administração e ciências contábeis, além de advogados e economistas.

Para a Diretora de Saneamento da AGEMS, Iara Marchioretto, a participação de todos os responsáveis por esse serviço é essencial.

“Vamos criar um debate técnico-incentivo e ao mesmo tempo trabalhar as ações e assuntos de forma prática, o que de fato nós podemos fazer para as próximas gerações com aderência aos objetivos do desenvolvimento sustentável, abordando as ações também colocadas pela ONU que são temas voltados para a saúde e meio ambiente”, finaliza

Veja também

Nove indígenas foram para o hospital da região e outros não procuraram ajuda médica por medo

Últimas notícias