Gol vai sair de linha em 2022, mas nunca dos corações de quem é apaixonado pelo modelo em MS

O anúncio de que o Gol vai sair de linha em 2022 deixou milhares de apaixonados "órfãos"
| 10/04/2022
- 09:03
Gol vai sair de linha em 2022, mas nunca dos corações de quem é apaixonado pelo modelo em MS
Natalia conta que já passou por muita coisa com seu Gol G4 (Foto: Arquivo Pessoal)

O anúncio de que o Gol, modelo histórico da Volkswagen no Brasil, vai sair de linha em 2022, deixou milhares de apaixonados "órfãos". O tem uma legião de fãs, seja pela afeição à estética, seja por alguma história que viveu junto dele. Afinal, são 40 anos de uma trajetória que atravessou inúmeras gerações.

O primeiro Gol a chegar nas lojas brasileiras foi lançado em 1980. Ele nasceu com a proposta de oferecer aos brasileiros um sucessor do Fusca, outra lenda. Por isso mesmo foi totalmente desenhado e desenvolvido para o público do Brasil e de acordo com as estradas da época, já que as montadoras estrangeiras não atendiam essas demandas.

O modelo passou a ser considerado um dos maiores sucessos da Volkswagen no país de todos os tempos. Estima-se também que ele seja o único modelo de veículo a atingir a marca de 5 milhões de unidades produzidas. O sucesso é tanto que ele foi o único na história que ultrapassou o outro queridão dos amantes de carro, o Fusca, em número de vendas, em 2009.

Gerações

volkswagen gol gti 1 - Gol vai sair de linha em 2022, mas nunca dos corações de quem é apaixonado pelo modelo em MS
Gol G1 (Foto: Divulgação)

As atualizações estilísticas do Gol são basicamente divididas em gerações. Nesses 40 anos, houve oito gerações, do chamado G1 ao G8. Veja as datas de fabricação de cada um.

Gol G1: 1980 a 1994 / Gol G2: 1994 a 1999 / Gol G3: 1999 a 2005 / Gol G4: 2005 a 2008 / Gol G5: 2008 a 2012 / Gol G6: 2012 a 2016 / Gol G7: 2016 a 2018 / Gol G8: 2018 aos dias atuais.

Apaixonados

147195c3 c3e9 4a11 8da0 7682ea11c897 - Gol vai sair de linha em 2022, mas nunca dos corações de quem é apaixonado pelo modelo em MS
Natalia e o marido fizeram várias modificações no G4 (Foto: Divulgação)

Natalia de Brito Sanches, campo-grandense de 30 anos, é uma das apaixonadas pelo Gol. Ela e o marido sempre quiseram ter um carro do modelo, a questão é que ele preferia o Gol G1, muito conhecido como "quadrado", e ela gostava mais do G4. A vontade dela prevaleceu.

"Assim que tivemos a oportunidade fomos atrás e conseguimos nosso primeiro golzinho G4 em 2017. Pegamos um ano 2008 modelo 2009 completo branco 4 portas, sempre gostamos da linha de Gol da Volks, na época ele estava R$ 15 mil, financiado saía a R$ 19.500."

Natalia diz que não pensa em vender, principalmente pelo laço afetivo. "Já passamos muitas coisas com ele, já foi roubado, recuperado, sofremos um acidente com ele, esperamos muito para que a pessoa pagasse o concerto, e depois de tudo isso e a cada episódio nos apegamos nele, mais e mais".

Além da questão afetiva, o carro do casal é todo modificado."Ele é rebaixado na suspensão a rosca, todo chapeado embaixo, roda 17 do Golf GTI (outro modelo Volks), mecânica preparada, capas do banco de couro e ainda temos mais projetos para ele, para quem gosta de modificações ele tem várias formas de modificar".

Rodrigo Sandin, empresário de 35 anos, tem um G2, também modificado. "É o primeiro gol que eu tive, comprei o carro pronto do meu irmão, foi ele quem montou todo o projeto. Paguei 30 mil reais no carro montado, do jeito que tá".

87726a09 cab0 4ebb ab30 7764e397aa5e - Gol vai sair de linha em 2022, mas nunca dos corações de quem é apaixonado pelo modelo em MS
Irmão de Rodrigo projetou seu carro (Foto: Arquivo Pessoal)

Segundo Rodrigo, o carro é um projeto bem exclusivo, modelo CLI completo, com direção hidráulica e ar-condicionado.

"A curiosidade desse carro é que o meu irmão comprou esse carro de um amigo que desistiu do projeto, comprou o carro 'desmontado', estava pintado, mas estava sem motor e sem o interior, o carro foi todo montado e meu irmão iniciou todo o projeto de como o carro está agora".

A história de

foto GOL G5 2020 - Gol vai sair de linha em 2022, mas nunca dos corações de quem é apaixonado pelo modelo em MS
Gol G5 de Israel (Foto: Arquivo Pessoal)

Israel de Alencar, de 33 anos, analista de procedimentos técnicos, é outro apaixonado por Gol e merece um capítulo à parte. Ele já está no seu segundo carro do modelo Gol, e 3º da marca Volkswagen, além de um Celta, que foi seu primeiro carro.

“Acabei trocando o meu Celta em uma Saveiro G3, pois no momento eu queria um carro pra poder customizar e poder andar com ele do meu jeito. Fiquei 4 meses com a saveiro, pois a necessidade de ter um carro com mais lugares era a minha prioridade, mas eu tinha me apaixonado pela marca, o motor e o jeito do carro. Pensei, 'vou atrás de um Gol pra ver se é igual' e não deu outra, troquei a saveiro em um Gol G4 branco, foi o meu primeiro Gol em 2018”, conta ele.

No final de 2019, Israel trocou pelo Gol G5. “Fiz as customizações que eu queria e deixei do jeito que eu gostaria que ficasse”.

foto GOL G4 2019 - Gol vai sair de linha em 2022, mas nunca dos corações de quem é apaixonado pelo modelo em MS
Primeiro Gol de Israel foi um G4 (Foto: Arquivo Pessoal)

Com esse carro houve várias histórias, como, por exemplo, o jogo de rodas que foi roubado em 2020 por um borracheiro, que repercutiu bastante entre os amigos de Israel. “Logo em seguida eu fui presenteado com um para-choque, e um jogo de rodas novos pelos meus amigos tanto de Clube como amigos de vida. Foi um baita de um presentão que me deixou muito grato pelas amizades que tenho”.

Em 2021, o mecânico responsável pela customização do Gol de Israel faleceu vítima da Covid. “Isso me desanimou muito sobre os carros rebaixados. Eu demorei tempo pra conseguir a confiança de alguém com experiência, respeito e preço justo para customizar o meu carro, e infelizmente a covid o levou. Eu deixo o meu respeito ao Eterno Carlinhos”, lamenta.

Sobre o modelo sair de linha, o apaixonado diz que achou bom e ruim ao mesmo tempo. “Achei péssimo pelo fato de ser o melhor carro popular em questão de custo benefício e conforto. Mas ao mesmo tempo achei bom pelo fato do valor. As concessionárias estão exagerando muito no valor e um carro que deveria ser popular, não poderia custar R$ 50 mil”.

Veja também

Vagas para área da saúde são para candidatos de nível médio e superior

Últimas notícias