Fotógrafo 'Toninho' morre 13 dias após infarto em MS

| 24/04/2022
- 13:32
Fotógrafo 'Toninho' morre 13 dias após infarto em MS
(Foto: Rede Social)

O fotografo Antônio Carlos Souza, de 49 anos, conhecido com Toninho, morreu neste domingo (24), quase duas semanas após sofrer um infarto durante o deslocamento para cobertura de uma agenda em Coxim, em 11 de abril.

Porém, ao se aproximar de São Gabriel do Oeste, a cerca de 130 km de Campo Grande, Toninho começou a passar mal. Ele foi atendido no hospital municipal de São Gabriel e, depois, transferido em estado grave para o em Campo Grande.

Três dias depois, já no Hospital Regional, o fotógrafo teve uma pequena melhora, quando o coração dele estava respondendo bem e a pressão estava estabilizada.

Natural de Bela Vista, Toninho era fotógrafo do Deputado Estadual Renato Câmara. Ele também já trabalhou como o Senador Moka na mesma função. O velório de Antônio será realizado na tarde deste domingo (24), a partir das 15h. 

Amigos e familiares

O deputado Renato, escreveu: "Hoje nosso amigo Toninho nos deixou. Deus o chamou para perto dele. Perdemos mais que um profissional e companheiro de caminhada, pois sua presença sempre nos alegrava em nossas intermináveis agendas pelo Estado", lamentou. "Sempre pronto para servir e gostava do que fazia", completou o deputado.

O ex-senador Waldemir Moka escreveu: “É com profundo pesar, tristeza e emoção que comunico a morte do amigo querido Antônio Carlos de Souza, o Toninho, bela-vistense assim como eu. Ele estava internado depois de sofrer infarto”, comentou. 

“Foi meu fotógrafo por quase dez anos, especialmente quando estive no entre 2011 e 2019. Atualmente trabalhava com o deputado estadual Renato Câmara. Era meu companheiro de viagens pelo Estado. Excelente profissional, focado, jovem e de bem com vida. Toninho fará muita falta àqueles que conviveram com ele, como familiares e amigos. Muita dor neste momento”, concluiu Moka. 

"Uma perda de um grande profissional, de uma grande pessoa, primo, descanse em paz", disse Guto Anibal, primo de Toninho.

Veja também

Foram arrecadados 7,2 toneladas de alimentos e 2 toneladas de frango

Últimas notícias