Instituto Maná do Céu passa por dificuldades e faz apelo para seguir com suas atividades de solidariedade por Campo Grande

O instituto aponta que está enfrentando dificuldades para transportar os alimentos até os bairros
| 15/02/2022
- 17:41
Instituto Maná do Céu passa por dificuldades e faz apelo para seguir com suas atividades de solidariedade por Campo Grande
Divulgação/Instituto Maná do Céu

O Instituto Maná do Céu auxilia famílias de baixa renda com a distribuição de frutas, verduras e legumes da região sul de Campo Grande por meio do projeto Feira Solidária. No entanto, a instituição tem enfrentado dificuldades no transporte desses alimentos e pede ajuda voluntária para dar continuidade ao projeto.

De acordo com o instituto, o projeto atende 120 famílias nos bairros Jardim Centro Oeste, , Paulo Coelho Machado, Jardim
Campo Nobre, Los Angeles, Jardim Colibri, Res. Ramez Tebet e locais próximos. 

A coordenadora pedagógica do Instituto Maná do Céu para os Povos, Joana Gomes, relata que o transporte de alimentos em carros de passeio está dificultando o trabalho. “Estamos enfrentando muita dificuldade para realizar o transporte desses alimentos. Hoje atendemos muitas famílias de vulnerabilidade social que moram em locais de difícil acesso. Em muitas vezes, realizamos esses transportes em veículos de passeio, o que dificulta muito o nosso trabalho de ajudar essas pessoas”, descreve.

A educadora também aponta os gastos para transportar os alimentos. “O maior obstáculo é que nesses bairros da região sul de Campo
Grande tem muitas ocupações de difícil acesso. Hoje gastamos semanalmente um pouco mais de 200 reais pelo transporte. Semanalmente, os valores variam bastante. Se colocarmos isso no papel, estamos gastando até 2 mil por mês”. 

Em ação de distribuição de alimentos, uma das moradoras do Jardim Canguru esclarece que a ajuda é muito necessária. "Ajuda bastante. É muito importante porque essa semana meu marido está com covid e está difícil", conta. 

Para ajudar o Instituto Maná do Céu, envie sua doação para o PIX: 11067031000186 (CNPJ).

Veja também

Incêndios em terreno na frente do córrego são frequentes e incomoda quem mora na região

Últimas notícias