Dourados suspende exigência de agendamento para vacinação contra Covid-19

Medida visa incentivar população a completar ciclo vacinal
| 19/04/2022
- 11:47
Dourados suspende exigência de agendamento para vacinação contra Covid-19
Interessados podem procurar diretamente as unidades de Saúde (Foto: Midiamax/Arquivo)

Para estimular a imunização na maior cidade do interior de Mato Grosso do Sul, a de optou por retirar a necessidade do agendamento. A decisão foi tomada pela Sems (Secretaria Municipal de Saúde) e anunciada na manhã desta terça-feira (19).

Dessa forma, segundo a Sems, todos que ainda não tomaram, ou precisam das demais doses, podem procurar as unidades básicas de Saúde. “Inicialmente o agendamento foi uma forma de organizar a demanda, porém, temos observado uma queda na procura e para garantir a continuidade da imunização”, explica o secretário-adjunto de Saúde, Edvan Marcelo Marques.

Para Edvan, completar o esquema vacinal é imprescindível para conter a pandemia. “Todos os públicos podem e devem buscar a vacina. Uma dose completa a outra: na primeira, o sistema imunológico é estimulado a criar anticorpos; na segunda, o organismo já está preparado para aquele patógeno e desenvolve anticorpos e células de memória melhores e mais duradouras”, pontua Marques.

Confira os intervalos entre as doses de cada vacina:

Segunda dose
Coronavac: 28 dias após a primeira dose
Pfizer: oito semanas após a primeira dose
AstraZeneca: 12 semanas após a primeira dose

Dose de reforço
Janssen: dois meses após a primeira dose
Coronavac: quatro meses após a segunda dose
Pfizer: quatro meses após a segunda dose
AstraZeneca: quatro meses após a segunda dose

Imunocomprometidos
Coronavac, Pfizer e AstraZeneca: dose adicional 28 dias após a segunda dose e reforço após 4 meses da terceira dose
Jassen: segunda dose dois meses após a primeira dose e reforço quatro meses após a segunda dose.

Importante: infectados pelo coronavírus devem esperar 30 dias após o fim dos sintomas para tomar qualquer uma das doses da vacina.

Veja também

Vacina está disponível em mais de 40 unidades de saúde

Últimas notícias