‘Dono de matagal’ diz que vai limpar terreno em área nobre de Campo Grande, mas não cumpre combinado

A área está abandonada e os moradores da região até já fizeram protesto para o local ser limpo
| 22/03/2022
- 18:05
Foto retirada nesta manhã de terça-feira (22).
Foto retirada nesta manhã de terça-feira (22). - Henrique Arakaki/Midiamax

A Prefeitura Municipal de Campo Grande diz que o dono dos terrenos tomados pelo matagal em uma área nobre de Campo Grande teria se comprometido a limpar o local a partir desta segunda-feira (21), mas, ao contrário do combinado, até a manhã desta terça-feira (22), a área ainda estava tomada pelo mato.

O município alegou já ter multado o proprietário dos terrenos que cobre quase dois quarteirões entre as Ruas Fidélina Silva Vendas e Geraldo Lúcio Alves, no Jardim Bela Vista, na Capital. A área está abandonada e os moradores da região até já fizeram protesto para o local ser limpo.

No último dia 18 de março, usando faixas, os moradores protestaram pedindo um posicionamento do poder público em relação à área abandonada, a qual é privada, mas o proprietário não limpa os terrenos. Assim, o matagal toma conta da região, causando transtornos para quem mora no bairro e principalmente aos trabalhadores que dependem do transporte público e transitam pelo local.

limpeza2 - ‘Dono de matagal’ diz que vai limpar terreno em área nobre de Campo Grande, mas não cumpre combinado

Após cerca de 30 minutos do protesto de moradores, equipes da Prefeitura Municipal iniciaram a limpeza do matagal. Um ônibus com cerca de 90 servidores foi destinado para a manutenção, com equipamentos de limpeza, além de patrolas e um caminhão para recolher o entulho. Vale lembrar que a equipe retirou apenas o mato que toma conta das calçadas e da rua, a manutenção no interior do local precisa ser feita pelo proprietário.

limpeza - ‘Dono de matagal’ diz que vai limpar terreno em área nobre de Campo Grande, mas não cumpre combinado

A Semadur (Secretaria Municipal de e Desenvolvimento Urbano) informou ao Midiamax que o proprietário já foi multado anteriormente em seus dois terrenos e novamente notificado por reincidência.

Ainda segundo a Semadur, mais uma vez, o proprietário foi notificado e o mesmo se comprometeu a iniciar as limpezas nesta segunda-feira. O município adianta que caso o dono não atenda à notificação emitida, ele será multado novamente com o valor em dobro.

Para continuar evitando o transtorno de quem mora na região, a Prefeitura poderá realizar a limpeza dos terrenos e encaminhar a dívida pela execução do serviço de limpeza ao proprietário.

O Midiamax chegou a interrogar o valor da aplicada ao proprietário da área, mesmo não informando o valor exato, o município diz que a multa pode variar entre R$ 2.727,50 e R$ 10.910,00, dependendo da avaliação da irregularidade/dano causado.

Veja também

Convocados devem assinar o termo de posse no dia 4 de julho

Últimas notícias