Corte de árvores gera revolta em alunos da UFMS: ‘saudáveis, estão destruindo o campus’

Acadêmicos alegam que árvores cortadas e arrancadas seriam saudáveis
| 20/05/2022
- 14:04
Corte de árvores gera revolta em alunos da UFMS: ‘saudáveis, estão destruindo o campus’
Foto: Fala Povo, Midiamax

A sequência de poda e cortes de árvores no campus da (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) tem revoltado acadêmicos. Nesta quinta-feira (19), aluno registrou momento em que árvore era arrancada e afirma que planta estava saudável, sem necessidade de corte.

Em dias anteriores, alunos relataram que outras árvores foram podadas de maneira ‘grosseira’ e que as deixaram vulneráveis para qualquer chuva e ventania. 

"Depois dessa 'poda' esperam de 1-3 meses e retiram a árvore por completo do solo. As árvores sempre estão com estado de ótimo e não faz sentido retirarem. Retiram sombra, habitat dos animais que ali vivem", reclama aluno.

Na quinta-feira, uma mangueira, conhecida dos acadêmicos, foi arrancada de perto do Instituto de Química da universidade. “As jiboias subiam ali para se alimentar de pássaros. Agora, cada vez mais o habitat desses animais fica comprometido”, disse.

A reportagem entrou em contato com a universidade para verificar se haveria algum laudo que justificaria o corte das árvores e foi informada que a situação seria verificada.

Veja também

O Sampaio Corrêa segue invicto no Estádio Castelão, em São Luís (MA), pela Série B...

Últimas notícias