Concurseiro de MS cria perguntas ao estudar e decide vendê-las para ‘driblar’ o desemprego

Bruno faz apostilas dos mais diversos concursos e vende por até R$ 50. Ele ressalta que método é bom e recebe elogios
| 26/02/2022
- 15:49
Concurseiro diz que começou a criar apostilas em 2021 e já fez milhares de perguntas
Concurseiro diz que começou a criar apostilas em 2021 e já fez milhares de perguntas - Bruno Jardim/Arquivo Pessoal

Que cada um tem um método de estudo é fato: muita leitura, resolvendo questões de concursos anteriores, assistindo aulas de e por aí vai. Mas, vamos concordar que ler regulamento, legislação e sair criando perguntas não é algo tão comum, não é?! Mas, foi justamente esta fórmula que o concurseiro Bruno Jardim de Oliveira, de 31 anos, achou para “driblar o desemprego” e agora ele vende apostilas, com questionamentos de concursos os quais ele também presta ou gostaria de prestar. 

“Como estou desempregado, passo o dia estudando e elaborando cadernos de questões, em média umas oito horas por dia. É a minha maneira de estudar, que acaba ajudando outras pessoas também e sempre recebo bons feedbacks de quem adquiriu as apostilas. São valores baratos, geralmente de R$ 20 a R$ 50 e que disponibilizo em PDF”, afirmou Bruno ao Jornal Midiamax. 

Os estudos, segundo o concurseiro, começaram no ano de 2013. Antes, Bruno trabalhou com vendas em uma empresa familiar, comenta que já foi conselheiro tutelar em Corguinho e ainda orientador social na prefeitura de Rochedo, a cerca de 80 km de Campo Grande. 

Neste último cargo, foi aprovado no concurso, porém, disse que a remuneração no interior não era o suficiente para sustentar ele, a esposa e filhos e, por isso, pediu exoneração após dois anos e se mudou para a capital sul-mato-grossense. 

“Em 2021, tive a ideia de elaborar cadernos de questões em cima de regulamentos e legislações específicas, principalmente de níveis municipais e estaduais, no intuito de arrecadar uma renda extra para ajudar na renda da minha família. Primeiro diz 180 perguntas da legislação municipal e duas legislações específicas do concurso da Guarda Municipal de Campo Grande. Vendi por R$20 e, assim que lancei no dia 26 de março, foram 65 unidades”, alegou o concurseiro. 

whatsapp image 2022 02 26 at 11.55.04 - Concurseiro de MS cria perguntas ao estudar e decide vendê-las para ‘driblar’ o desemprego
Algumas das perguntas elaboradas por concurseiro em MS. Foto: Montagem/Jornal Midiamax

 

Com esse sucesso, em setembro do mesmo ano, Bruno pediu demissão do emprego e resolveu se dedicar às apostilas. “Minha esposa concordou e decidi me dedicar a isso. Nessa nova etapa, fiquei tranquilo por um tempo. Estava colocando comida na mesa, pagando aluguel tudo certinho, porém outras contas foram acumulando, a ponto de cortar a luz e água por falta de pagamento”, explicou. 

Com o desemprego, dívidas acumularam

Um tempo depois, ao procurar locais para divulgar o trabalho, o concurseiro diz que anunciou as apostilas e conseguiu arrecadar recursos suficientes para pagar as dívidas atrasadas e até alugar outro imóvel. No entanto, mais uma vez os gastos acumularam e ele contabiliza 5 meses de desemprego, mas, com 6 cadernos de questões prontos. 

“Tenho da Legislação interna aplicada ao CAU/MS; Constituição de SP para o Concurso da PM SP; Legislação interna aplicada a Polícia Civil do MS; Legislação interna aplicada a UFGD; Legislação Municipal para o Concurso da Câmara Municipal de Campo Grande - MS; e, da Legislação Interna Aplicada a UFMS”, explica. 

Concurseiro pretende lançar novas apostilas

No caso do concurso da câmara, por exemplo, são 249 questões. Já no da UFMS, são 88 perguntas, que envolvem até o código de ética da universidade. Os próximos a serem elaborados, ainda de acordo com Jardim, são mais de 400 questões do concurso do Tribunal de Justiça de (TJ-MS), que ele pretende lançar em março.

“A minha história não é fácil, assim como a de muitos concurseiros, mas, estou lutando e tentando ser melhor todos os dias. Faço com zelo para os inscritos nesses concursos se interessarem pelo meu caderno e comprarem para o estudo e até um material complementar, caso estejam fazendo algum cursinho”, finalizou. 

Quem se interessar pelas apostilas, pode falar com Bruno Jardim pelo telefone (67): 99974-5967. 

Veja também

Campo Grande recebe a turnê nacional das bandas Vazio e NervoChaos, nesta sexta-feira (01). Os...

Últimas notícias