Com feriadão à vista, confira dicas e cuidados para curtir o Carnaval com segurança e sem imprevistos

Mesmo com Carnaval diferenciado em 2022, muitos ainda vão aproveitar a folga
| 25/02/2022
- 19:56
Com feriadão à vista, confira dicas e cuidados para curtir o Carnaval com segurança e sem imprevistos
Foto: Arquivo/Divulgação

O em 2022 está sendo diferente dos outros anos de pandemia. Algumas cidades decretaram ponto facultativo, enquanto outras foram no caminho contrário. Os tradicionais desfiles, em Campo Grande e Corumbá, por exemplo, foram adiados para abril e não acontecerão de sábado (26) até a próxima terça-feira (1º). 

Na folia, no descanso ou só curtindo a folga, o importante é passar pelo feriado prolongado com segurança e sem imprevisto. Vale ressaltar para não esquecer das medidas de biossegurança contra a covid-19, como evitar aglomerações, usar máscara de proteção e higienizar as mãos.

Confira abaixo dicas e cuidados para este feriadão:

Antes de nadar

  • Alimente-se com moderação, prefira comidas leves e evite o excesso de bebida alcoólica;
  • Crianças não devem brincar em piscina sem a supervisão de um adulto;
  • Cuidado com o limo nas pedras ele pode fazer você escorregar e cair na água;
  • Nunca mergulhe de cabeça em locais com profundidade desconhecida.

Em caso de afogamento

  • Se você for a vítima mantenha a calma e não lute contra a força e correnteza da água. Guarde suas forças para flutuar e tente acenar por socorro. É menos desgastante e produz maior efeito;
  • Só grite se realmente alguém puder lhe ouvir, caso contrário, você estará se cansando e acelerando o afogamento;
  • Coloque os pés à frente, barriga para cima e direcione o braço de forma a usá-lo como um leme, desta forma a própria correnteza o levará a margem;
  • Se você for socorrer alguém analise os riscos e tome cuidado para não se tornar mais uma vítima;
  • Chame por ajuda e jogue qualquer material de flutuação ao afogado (garrafa pet vazia tampada, tampa de isopor, bola, etc.);
  • Deixe primeiro que a vítima se agarre ao objeto e fique segura. Só então tente puxá-la para a área seca, com ajuda de galhos, corda, ou outro material.

Se for viajar, antes de sair de casa

  • Feche os registros de água e gás para evitar inundações e incêndio;
  • Retire os eletrodomésticos da tomada e desligue o chuveiro elétrico; isso evita que os equipamentos queimem caso ocorra alterações de tensões.

Na estrada

  • Antes de pegar a estrada, faça a revisão do veículo. Reponha a água do radiador e para-brisa, verifique o óleo e faça a calibragem dos pneus (inclusive do estepe);
  • Use o cinto de segurança e exija que os outros passageiros também usem, não ultrapasse o limite de velocidade da pista e respeite a sinalização;
  • Se estiver com sono, pare o carro em local seguro, próximo a um posto policial, posto de serviços ou em algum hotel para descansar;
  • Outra dica é, de preferência, viajar de dia, quando a visibilidade é maior.
  • Não se arrisque em ultrapassagens. Em estradas, elas geralmente são mais perigosas do que na cidade – até para motoristas experientes.

Em locais fechados

  • Em clubes e outros locais públicos, o ideal é chegar e se informar onde ficam as saídas de emergência.
  • Se estiver com as crianças, o orienta a mantê-las sempre próximas, carregando-as no colo ou pelas mãos.
  • Quando for deixar o local, não vale a pena tumultuar. Pra manter a situação na tranquilidade, o legal é sair com calma, de forma ordenada.
  • Tente buscar locais que tenham o Certificado de Vistoria do Corpo de Bombeiros.

Vai levar o pet?

  • Animais devem ser transportados sempre dentro dos equipamentos recomendados para evitar acidentes na estrada. 
  • Caixa de transporte: deve ser fixada pelo cinto de segurança do veículo no banco traseiro e precisa ser ventilada e estar de acordo com as dimensões do animal.
  • Cestinhos ou cadeirinhas: recomendadas para animais de pequeno porte que não se adaptam em viajar nas caixas de transporte. São projetadas para serem utilizadas com os animais utilizando coleiras do tipo peitoral e devem ser fixadas no encosto de cabeça do banco traseiro e retidas com o cinto de segurança do veículo.
  • Cinto de segurança: recomendado para cães de porte médio ou grande na posição central do banco traseiro, com os adaptadores presos às coleiras peitorais, e fixados no encaixe do cinto de segurança do veículo.
  • Grades de contenção: indicada para animais de grande porte e têm a função de limitar a circulação do animal dentro do carro e impedir o cão de saltar pela janela.
  • Capa protetora para banco traseiro: pode ser usada com o cinto de segurança, minimizando o risco do animal de sofrer ferimentos em desacelerações bruscas, por exemplo.

Veja também

Últimas notícias