A tempestade que atingiu cidades de Mato Grosso do Sul neste domingo (14) deixou rastro de destruição em Caracol, município distante 385 quilômetros de Campo Grande, a oeste do Estado. Prefeito da cidade, Carlos Humberto Pagliosa (PSDB), afirma que mais da metade das casas de Caracol, além de prédios públicos e área rural, foram atingidas pelo vendaval, considerado o maior da cidade em décadas. A prefeitura vai decretar situação de emergência ainda nesta segunda-feira (14).

Ao Jornal Midiamax, Carlos Pagliosa afirmou que a cidade amanhece nesta segunda em um ‘cenário de guerra’. O temporal começou no início da noite de domingo (13). Casas foram destelhadas, árvores e postes caíram, torres de internet e rádio também caíram sobre prédios públicos e até a prefeitura da cidade foi atingida e documentos perdidos porque molharam.

“Não tivemos feridos, mas estamos focados em providenciar a cobertura das casas para que nenhuma família fique desabrigada. Algumas casas localizadas em bairros mais baixos ficaram alagadas. Parece cenário de guerra, é o maior vendaval da história de Caracol, eu nunca vi isso na cidade”, declarou o prefeito.

(Foto: Divulgação, Prefeitura de Caracol)

Pagliosa afirma que a cidade está sem comunicação, mas que a equipe jurídica já trabalha no processo de decretar situação de emergência nível dois.

Maquinário do município também trabalha nesta manhã para desobstruir várias vias de cidade, que ficou, segundo o prefeito, intransitável.

A expectativa é que estimativa do prejuízo causado pela tempestade seja levantada ainda nesta segunda.

(Foto: Divulgação, Prefeitura Caracol)