Bairro vira 'lixão' e moradores reclamam: 'Em várias esquinas tem um monte de sofá velho'

Após limpeza realizada pela Solurb, galhos e sacos de lixo foram deixados no local e população usou de depósito
| 14/03/2022
- 21:56
A Avenida Dinamarca
A Avenida Dinamarca, que divide os bairros Tijuca II e Jardim Batistão, se tornou depósito de lixo. - Leonardo de França/Midiamax

A Avenida Dinamarca, que divide os bairros Tijuca II e Jardim Batistão, se tornou depósito de lixo, conforme relatado por moradores ao Jornal Midiamax. O lixo se espalha desde a avenida Lúdio Martins Coelho até a rua Nhambiquara.

De acordo com morador do bairro há 20 anos, que prefere não se identificar, o canteiro da avenida recebeu limpeza anteriormente da Solurb, mas alguns galhos de árvores foram deixados e a partir disso o local acumula lixo da vizinhança. "Os moradores acharam que eles voltariam para recolher os galhos e jogaram todo tipo de lixo no canteiro, ou seja, virou um lixão em plena avenida", aponta. 

Tereza de Lima, moradora da região há 20 anos, também aponta que o movimento de depositar lixo na avenida se iniciou após limpeza. "O pessoal da Solurb estava cortando a grama e fazendo limpeza, juntaram as folhas e o mato, mas o pessoal começou a jogar lixo. Em várias esquinas tem um monte de sofá velho", destaca.

O presidente do bairro Tijuca II, Marcos da Silva, de 45 anos, esclarece que há cerca de 20 dias a Solurb realizou a limpeza da grama e poda de árvores. Ao final, retiraram alguns sacos de lixo e foram feitos montes com galhos de árvores. A partir disso, a população pensou que a empresa buscaria os galhos e sacos de lixo e então, começou a depositar mais resíduos. "A Solurb veio e limpou, mas largou uma sujeira. Eles juntaram ali no canteiro e começou a vir caminhonete, caminhão com carroceria e carroceiro".

Além disso, o presidente do bairro também explica que acionou a Prefeitura Municipal de Campo Grande, mas não obteve resposta.

O vice-presidente do bairro Verde Mares, Reginaldo Batista, de 33 anos, explica que ligou para o órgão público, no entanto, foi informado de que não há previsão de manutenção. "A tendência é piorar, o povo vai só amontoando e jogando mais. Só de sofá velho eu contei 15 [ao longo da rua]", pontua.

Em nota, a Prefeitura Municipal de Campo Grande informa: "encaminharemos equipe ao local. Identificado o imóvel/lote urbano sujo o proprietário é Notificado para realizar a limpeza. Essa Notificação é enviada via por Aviso de Recebimento (A.R.), após o recebimento do A.R. o proprietário tem o prazo de 15 dias úteis para o cumprimento da mesma. Transcorrido o prazo, o auditor fiscal da retorna ao local para vistoria, caso não tenha sido cumprida a Notificação, o proprietário então é Autuado (multado), de acordo com o Código de Polícia Administrativa do Município Lei n. 2909, Artigo 18-A. A multa neste caso varia entre R$ 2.727,50 e 10.910,00. Solicitamos sempre que o cidadão formalize sua denúncia por meio da Central 156, para que assim seja efetivado um protocolo solicitando a fiscalização no local". 

Confira mais imagens do local:

whatsapp image 2022 03 14 at 17.36.34 - Bairro vira 'lixão' e moradores reclamam: 'Em várias esquinas tem um monte de sofá velho'

whatsapp image 2022 03 14 at 17.36.33 1 - Bairro vira 'lixão' e moradores reclamam: 'Em várias esquinas tem um monte de sofá velho'

Veja também

É necessário que o candidato tenha carteira de trabalho para concorrer às vagas

Últimas notícias