Antes erradicado, sarampo tem surtos pelo país e um caso em investigação em MS

| 18/04/2022
- 13:00
Antes erradicado, sarampo tem surtos pelo país e um caso em investigação em MS
Vacinação contra o sarampo em unidade de saúde. Foto: Arquivo/Midiamax

Doença que recebeu o certificado de erradicação, em 2016, o sarampo volta a preocupar. No estado de São Paulo, por exemplo, dezenas de casos foram confirmados na última semana, 25 deles somente na capital. Já em Campo Grande, a campanha é a estratégia essencial para uma cidade que não registra óbitos desta enfermidade desde 2017, porém, está com um caso em .

Conforme a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), houve queda brusca de notificações desta doença no ano de 2021, sendo notificados somente 7 casos, todos descartados na capital sul-mato-grossense. No entanto, no ano anterior, foram investigados 20 casos de sarampo, sendo que 9 deles foram confirmados, entre a faixa etária de 9 meses a 53 anos. 

Destes 45% positivos, apenas um menino, menor de um ano de , não tinha sido vacinado contra a doença. Neste ano, os dados ainda não foram disponibilizados. Dessa forma, com comprovações científicas, é que a Sesau mantém disponível as doses contra o sarampo o ano todo. 

Campanha para crianças está em andamento

Neste mês, como forma de incentivar a população, o Ministério da Saúde realiza campanhas, como a que está em andamento e que destina doses exclusivamente para crianças entre seis meses e a cinco anos, além de trabalhadores da saúde. 

A última campanha havia sido realizada em 2018, onde, na ocasião, foram vacinadas 44.561 crianças de 6 meses a menores de 5 anos, o que representa 93,67% do público estimado em cerca de 40 mil crianças nesta faixa-etária.

Ao comentar o assunto, o infectologista Julio Croda argumentou que a campanha da influenza e do sarampo estão em andamento e que a população deve comparecer e aderir à vacinação. 

MS já teve 4 casos suspeitos de sarampo este ano, diz SES

A SES (Secretaria de Estado de Saúde) informa que Mato Grosso do Sul, no ano de 2020, registrou 40 casos suspeitos, sendo confirmados 10 casos de sarampo em Campo Grande, na faixa etária entre 9 meses a 53 anos. 

No ano de 2021, foram registrados 11 casos suspeitos de sarampo no estado de Mato Grosso do Sul e todos foram descartados. Em 2022, quatro casos suspeitos foram registrados, três descartados e um está em investigação. 

“É importante que a população não deixe de vacinar as crianças a partir de seis meses de idade a menores de cinco anos. No ano passado, nós tivemos uma cobertura vacinal satisfatória, com índice de 75%, mas aquém da meta 95%. Em 2020, esse índice foi de 79%”, disse ao Midiamax o titular da SES, Flávio Britto. 

Neste ano, de acordo com a SES, a campanha de imunização do sarampo 2022 está focada nas crianças e naqueles profissionais de saúde que não possuem a caderneta de vacinação contra o sarampo. “Nossa recomendação é que os pais ou responsáveis levem as crianças, assim como os profissionais de saúde, procurem uma unidade de saúde e se vacinem”, finalizou Britto.

Campanha de imunização de crianças de 5 a 11 anos
Campanha de imunização de crianças. Foto: Agência Brasil/Arquivo Pessoal

Veja também

Procurador solicitou viatura blindada para levar antropólogo até o local de conflito

Últimas notícias