Aluna tem mão queimada por ácido em aula de química na UFMS: ‘não tinha luva para todos’

Estudante relatou haver falta recorrente de EPIs durante as aulas práticas no laboratório
| 31/05/2022
- 16:52
Aluna tem mão queimada por ácido em aula de química na UFMS: ‘não tinha luva para todos’
No local onde o ácido caiu já começou a se formar uma bolha | Foto: Fala Povo, Midiamax

Uma aluna, estudante de química, teve a mão queimada por ácido sulfúrico durante aula em laboratório na tarde desta terça-feira (31), na (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande. Segundo o relato, alunos foram informados que não havia luvas o suficiente para todos.

Conforme a jovem, de 21 anos, após o aviso da falta de EPI (Equipamento de Proteção Individual), ela prosseguiu com a prática sem as luvas e, dado momento, ao manusear o tubo de ensaio, o ácido caiu na mão.

“Fui informar a professora responsável pela aula no laboratório e não tinha nenhum kit de primeiros socorros. E a professora também que não sabia o que fazer, foi se informar com os técnicos de laboratório, que também não tinham nenhum kit de primeiros socorros. A orientação foi para que eu lavasse com água corrente e depois procurasse uma unidade de saúde”, disse a estudante à reportagem.

Após lavar a mão com água corrente, a estudante foi procurada por um técnico do laboratório, onde foi informada que uma ATA seria feita para registrar o ocorrido.

Ainda conforme a aluna, seria recorrente a falta de luvas durantes as aulas práticas. "É comum nas aulas não ter luvas ou quando tem, não dá para todos usarem. Então, alguns ficam sem e outros ficam só com uma das mãos calçada de luvas", disse.

Outro aluno disse que ficou chateado com a falta de assistência à colega e pontuou que poderia ter sido pior. “O acidente não foi grave, mas alerta para a falta de estrutura e reparo da UFMS”, disse outro aluno, que teria presenciado o ocorrido.

O Midiamax entrou em contato com a universidade para esclarecer o ocorrido, mas até o fechamento desta matéria, não houve resposta. O espaço segue em aberto para posicionamento.

Sabendo de algo que MS precisa saber? Conta pro Midiamax!

Se você está por dentro de alguma informação que acha importante o público saber, fale com jornalistas do Jornal Midiamax!

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.

Você pode enviar flagrantes inusitados, denúncias, e sugestões com total sigilo garantido pela lei.

Veja também

Vacinação antirrábica também pode ser feita na sede do CCZ

Últimas notícias