VÍDEO: Resgate de gato com jato d’água causa polêmica e protetores denunciam

O resgate de um gato em árvore na região central de Campo Grande causou polêmica nas redes sociais neste fim de semana. Acionados para socorrer o bicho, os bombeiros usaram um jato d’água para o atendimento e protetores denunciaram o ocorrido. Conforme uma moradora, o resgate aconteceu na última quinta-feira (21) quando o gato estava […]
| 25/01/2021
- 18:29
VÍDEO: Resgate de gato com jato d’água causa polêmica e protetores denunciam
Foto: Reprodução/Facebook - Foto: Reprodução/Facebook

O de um gato em árvore na região central de Campo Grande causou polêmica nas redes sociais neste fim de semana. Acionados para socorrer o bicho, os bombeiros usaram um jato d’água para o atendimento e protetores denunciaram o ocorrido.

Conforme uma moradora, o resgate aconteceu na última quinta-feira (21) quando o gato estava em cima de uma árvore na Rua dos Ferroviários já haviam dois dias. Após tentativas de resgatá-lo, protetores acionaram o . Quando equipe chegou no local, ao invés da escada, outro método foi utilizado.

“O que era para ser um resgate, foi um pesadelo. Os homens simplesmente lançaram jato d’água no gatinho que já estava apavorado. Diante dessa atitude bruta e infeliz, o animalzinho caiu da árvore e pelo que me foi passado, parece que saiu ferido,” afirmou a mulher em relato nas redes sociais.

Uma das protetoras que acionou o resgate, Lúcia Rocha, disse que a árvore estava dentro de um terreno e após conversar com o dono da chácara, ficou acordado que a viatura poderia entrar no local para socorrer o bicho. Após o ocorrido, a moradora questionou a forma de resgate dos militares. “Se fosse uma criança, eles fariam a mesma coisa e derrubariam com água?” disse.

A reportagem entrou em contato com a assessoria da Sejusp (Secretaria Estadual de Segurança Pública) e do Corpo de Bombeiros, mas até o fechamento desta matéria, não haviam se posicionado.

Confira o vídeo publicado nas redes sociais:

Veja também

Nove indígenas foram para o hospital da região e outros não procuraram ajuda médica por medo

Últimas notícias