Cotidiano

Trabalho, fuso horário e documentos deixam candidatos para fora dos portões no Enem em Campo Grande

Candidatos se frustram por não poderem fazer a prova

Mylena Rocha e Danielle Errobidarte Publicado em 21/11/2021, às 12h34

Três candidatos ficaram para fora dos portões na Uniderp, em Campo Grande.
Três candidatos ficaram para fora dos portões na Uniderp, em Campo Grande. - Henrique Arakaki/Midiamax

Para fazer o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e tirar uma boa nota é preciso preparo: o candidato deve estudar ao longo do ano e tentar se manter tranquilo no dia da prova. Porém, o que muita gente esquece é que alguns empecilhos podem acabar deixando o candidato de fora. Neste domingo (21), três candidatos ficaram para fora dos portões na Uniderp, em Campo Grande.

[Colocar ALT]
Nataniele trabalhou de madrugada e se atrasou. (Foto: Henrique Arakaki)

Nataniele Azevedo, de 20 anos, é uma das ‘atrasadas do Enem’. Ela teve que trabalhar durante a noite e ficou no expediente até as três da madrugada. Ela chegou em casa e dormiu para fazer a prova descansada, contudo acabou perdendo o horário. “Estou no 3º ano, eu queria tentar uma vaga em Direito”, relata.

Jaqueline Martins Azambuja, de 16 anos, também ficou de fora da prova. Ela explica que chegou com uma cópia do documento oficial com foto, mas não era permitido. A estudante diz que não imaginava que pudesse ter um problema e, mesmo chegando com antecedência, não deu tempo de voltar em casa buscar o documento original.

“Eu queria ter a oportunidade de fazer o Enem antes de valer, só para saber como é, se minha redação está boa. Mas, tudo bem, ano que vem estarei mais preparada”, garante.

 O estudante Alessandro da Silva, de 18 anos, também se atrasou. Ele tinha objetivo de ser aprovado no curso de engenharia da computação, mas acabou se atrapalhando com o horário. Alessandro não percebeu que o horário informado pelo Enem se referia ao de Brasília.

“Eu achei que era meio-dia a abertura do portão, então eu achei que estava chegando com antecedência. Estou triste porque queria começar a faculdade, eu tinha me preparado”, lamenta.

Nos últimos segundos, candidatos correram para passar pelo portão. (Foto: Henrique Arakaki)

Jornal Midiamax