Trabalhando há 22 anos no HRMS, médico e ex-diretor da SES morre vítima de coronavírus

Atuando na linha de frente do combate a Covid-19, o médico vascular Robson Yutaka Fukuda, morreu em decorrência da doença, neste domingo (10). O profissional trabalhava há 22 anos no HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul). O hospital emitiu uma nota de pesar lamentando a morte do médico que estava trabalhando no combate […]
| 10/01/2021
- 14:51
Trabalhando há 22 anos no HRMS, médico e ex-diretor da SES morre vítima de coronavírus
Médico Robson Yutaka Fukuda. (Foto: Reprodução/ Facebook) - Médico Robson Yutaka Fukuda. (Foto: Reprodução/ Facebook)

Atuando na linha de frente do combate a Covid-19, o médico vascular Robson Yutaka Fukuda, morreu em decorrência da doença, neste domingo (10). O profissional trabalhava há 22 anos no HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul).

O hospital emitiu uma nota de pesar lamentando a morte do médico que estava trabalhando no combate a doença desde o início da pandemia na unidade. Ele estava no HR desde 1999.

“Recebemos na manhã de hoje a triste notícia do falecimento de nosso irmão de profissão, Dr. Robson Fukuda, ele era um grande aporte na linha de frente desse hospital. Essa doença é muito cruel e traiçoeira. Temos muito ainda para enfrentar. O Dr. Fukuda foi a esperança de centenas de pacientes, que auxiliou no combate incansável a essa pandemia. À família, nossas condolências e profundo pesar”, lamentou a diretora presidente do HRMS, Dra. Rosana Leite de Melo.

Fukuda havia acabado de tirar , quando deu entrada na Unimed de Campo Grande com os sintomas de , mas não resistiu e morreu por complicações da doença. Em nota, o hospital disse que o profissional sempre foi prestativo e solidário com os pacientes internados.

“Robson Fukuda era parceiro e um grande amigo de todos que conviveram com ele. Em sua consolidada carreira médica, foi diretor da SES (Secretaria Estadual de Saúde) e presidente do Conselho Estadual de Saúde. O médico deixa a esposa e três filhos.

Veja também

Até o dia 3 de julho eles terão atendimento médico e odontológico

Últimas notícias