Cotidiano

Taxa cai e MS tem menos de um terço dos leitos de UTI Covid ocupados

Somente 28,28% dos leitos de UTI Covid e SRAG estão ocupados, a menor taxa do ano

Mylena Rocha Publicado em 13/09/2021, às 14h19

A taxa de ocupação de leitos para pacientes com coronavírus em Campo Grande é de 30,40%.
A taxa de ocupação de leitos para pacientes com coronavírus em Campo Grande é de 30,40%. - Henrique Arakaki/Midiamax

A campanha de vacinação avançou muito nos últimos meses e permitiu que Mato Grosso do Sul pudesse sair da crise na saúde pública. Há três meses, o Estado não tinha onde acomodar os pacientes, mas agora a situação é bem diferente: menos de um terço dos leitos para pacientes graves de coronavírus estão ocupados.

No início da tarde desta segunda-feira (13), MS registrou 28,28% dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para pacientes com covid ocupados. O número representa a menor taxa de ocupação de leitos de UTI covid do ano de 2021.

Os dados são divulgados no painel Mais Saúde da SES (Secretaria de Estado de Saúde). Conforme levantamento, MS possui 435 leitos UTI adulto para pacientes com SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) e Covid, sendo que há 123 pacientes em estado grave internados em hospitais no Estado. Sendo assim, restam 312 vagas no sistema de saúde.

Os dados apresentam uma queda em relação à ocupação dos leitos. Há duas semanas, eram 176 pacientes internados, ou seja, 53 pacientes a menos do que o registrado no início desta tarde.

Em relação aos municípios, a taxa de ocupação de leitos para pacientes com coronavírus em Campo Grande é de 30,40%, ou seja, há 158 leitos de UTI Covid vagos. Em Dourados, a taxa de ocupação de leitos de UTI para pacientes com coronavírus é de 29,41%, enquanto em Três Lagoas é de 13,64% e Corumbá 20% dos leitos ocupados. Os quatro municípios são sedes de macrorregiões de saúde e recebem pacientes de outras cidades.

Jornal Midiamax