Cotidiano

Recebendo 1,1% das doses do Brasil, MS deve somar novas 89,4 mil vacinas contra Covid-19

De acordo com a 17ª distribuição, o Ministério da Saúde entrega 6,4 milhões de doses nesta segunda-feira

Dândara Genelhú Publicado em 03/05/2021, às 17h06

Doses da Astrazeneca chegaram na manhã desta segunda-feira.
Doses da Astrazeneca chegaram na manhã desta segunda-feira. - Foto: Reprodução.

Por ser um dos estados menos populosos do Brasil, Mato Grosso do Sul recebe cerca de 1,1% das doses totais que o país possui. Assim, nesta segunda-feira (3), o Estado deve somar mais 89,4 mil vacinas contra Covid-19 para a campanha de imunização.

Comparado com a quantidade total que o Brasil distribui de doses em apenas um dia, MS parece ter recebido poucas unidades de vacinas. Mas o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, tranquiliza ao lembrar do percentual de 1,1% que o Estado costuma ter como parâmetro.

“Nós realmente recebemos 1,1% das doses distribuídas pelo país, porque a nossa população é pequena, em relação a população brasileira”, disse ele ao Jornal Midiamax. Na manhã desta segunda-feira (3), o Estado recebeu do Ministério da Saúde 82,5 mil doses da Astrazeneca.

Ainda devem chegar em solo sul-mato-grossense mais 7.020 unidades de vacinas. Estas são da Pfizer e serão destinadas apenas para Campo Grande.

Em nota, o Ministério da Saúde lembrou que “o cálculo de distribuição de vacinas é baseado na população-alvo da campanha e as doses são enviadas de forma proporcional e igualitária para todos os estados”. Assim, destacou que o levantamento é feito com base nos registros do IBGE, no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), no Sistema de Cadastramento de Usuários do SUS (CadSUS), no Sistema Único da Assistência Social (SUAS), entre outros, e compactuado com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e Conselho Nacionais de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

Jornal Midiamax