Cotidiano

Professora homenageia a avó, vítima de Covid-19, ao receber a 1ª dose da vacina em MS

Avó da moradora morreu um dia antes do Brasil começar a campanha de imunização

Mariane Chianezi Publicado em 26/06/2021, às 15h21

None
Foto: PC de Souza/Edição MS

Homenageando a avó, que faleceu em janeiro ao perder a luta para o coronavírus, Gleida Melo, de 44 anos, foi às lagrimas ao receber a primeira dose da vacina neste sábado (26), em Coxim, 258 km de Campo Grande.

Conforme o site Edição MS, Glenda foi imunizada com dose da Pfizer e no momento do registro da vacina, segurou a foto da avó, Bercholina Vieira de Melo, conhecida como Filhinha, que morreu vítima da Covid-19 aos 93 anos. O falecimento da idosa, que não teve a chance de se vacinar, aconteceu um dia antes do Brasil começar a campanha de imunização.

“Essa é a minha revolta. A minha avó era saudável, independente, fazia tudo sozinha apesar da idade avançada. Não era para ter ido embora assim, sem ter a chance de ser vacinada”, comentou a professora.

Glenda também fez seu protesto estampando na roupa uma manifestação contra o presidente Jair Bolsonaro, em relação ao enfrentamento da pandemia. “Ele recebeu dezenas de e-mails, os fabricantes oferecendo as vacinas e ele fazendo pouco caso. Se o Brasil tivesse começado a vacinar antes, como aconteceu em outros países, minha avó estaria imunizada quando foi infectada pelo vírus”, pontuou.

Jornal Midiamax