Cotidiano

Prefeitura de Campo Grande libera cadastro de vacinação para grávidas e com 45 dias pós-parto

No cadastro, é necessário anexar uma cópia da autorização médica para imunização da paciente

Ranziel Oliveira Publicado em 14/04/2021, às 17h06

Nos três primeiros meses de 2021, foram registrados seis óbitos maternos por Covid-19
Nos três primeiros meses de 2021, foram registrados seis óbitos maternos por Covid-19 - (Foto: Arquivo / Midiamax)

Foi liberado o cadastro de grávidas a partir de 12 semanas de gestação e puérperas, ou seja, mulheres com até 45 dias pós-parto, no sistema identificação prévia para vacinação contra a Covid-19. A medida foi publicada Prefeitura de Campo Grande, nesta quarta-feira (14).  

Nos dois casos, é necessário anexar uma cópia da autorização médica para imunização da paciente. O mesmo comprovante será exigido no ato da vacinação, quando for aberto calendário para este público, ainda sem data definida.

Conforme ofício enviado pela Associação de Ginecologia e Obstetrícia de Mato Grosso do Sul, somente nos três primeiros meses deste ano, foram registrados 16 óbitos maternos, sendo seis por Covid-19. O número é equivalente ao registrado durante todo o ano de 2020.

A entidade destaca que para as gestantes com Covid-19 é preciso ter acompanhamento especial, conforme o Manual de Recomendações para a Assistência à Gestante e Puérpera frente à Pandemia de Covid-19.

Além das gestantes e púerperas, o cadastro prévio com vacinação ainda não iniciada, também está aberto para pessoas com 55 a 59 anos, além dos demais públicos já contemplados.

Como se cadastrar?

O acesso é feito pelo endereço web vacina.campogrande.ms.gov.br, através de qualquer dispositivo que esteja conectado à internet. É necessário escolher o menu “primeiro acesso” e, posteriormente, selecionar o perfil indicado e clicar em continuar. A pessoas deverá preencher um formulário com dados pessoais e obrigatórios exigidos pelo Ministério da Saúde.

Antes de finalizar a identificação, a pessoa deverá enviar pelo sistema os documentos de identificação obrigatórios para a vacinação (carteira de conselho da categoria; e/ou documento com foto; e/ou documento de vínculo empregatício; dentre outros);

Finalizada a identificação, a pessoa poderá se dirigir até os locais de vacinação referenciar, e informar aos responsáveis nesses locais que já realizou a identificação pelo sistema.

Em um segundo momento e conforme a logística de distribuição das vacinas, será informado, através desse sistema, a data e o local de vacinação da pessoa já identificada, como forma de diminuir as filas e o tempo de permanência nesses locais, evitando aglomerações.

A identificação pelo sistema não é obrigatória, quem não conseguir preencher os dados online poderá se dirigir aos locais de vacinação tendo em mãos os documentos obrigatórios de identificação.

Jornal Midiamax