Cotidiano

Populares lamentam frequência de acidentes e cobram mais sinalização na Rachel de Queiroz

Acidente na avenida neste sábado (17), deixou um motociclista em estado grave

Dândara Genelhú e Gabriel Neves Publicado em 17/04/2021, às 15h38

Avenida é sinalizada com placas, mas moradores pedem semáforos.
Avenida é sinalizada com placas, mas moradores pedem semáforos. - Foto: Reprodução/ Google Street View.

Após acidente entre carro e moto, que deixou um motociclista em estado grave neste sábado (17), populares pedem mais sinalização na avenida Rachel de Queiroz. De acordo com moradores e trabalhadores da região, acidentes são recorrentes e via precisa de semáforos.

O gerente de uma loja de móveis, Jorge Elias, 32 anos, acredita que no acidente deste sábado (17), os dois envolvidos possuem parcela de culpa. “O motoqueiro descia muito rápido também e o motorista da caminhonete não parou”.

A loja fica exatamente na frente de onde aconteceu a colisão grave. “Aqui direto acontece acidente, a maioria é mais simples, mas é direto”, relata. 

Além disto, ele destaca que “o pessoal que trafega pela Rachel faz uso de muita velocidade na rua”. No local existe sinalização com placas de pare, mas para os moradores e trabalhadores, é necessário implantar semáforos para acabar com os acidentes. 

A vendedora Gabriele Leite, 25 anos, estava trabalhando perto do local. Quando ouviu o barulho, foi até a avenida e encontrou o motociclista ao solo “todo ensanguentado”. 

Trabalhando em um comércio na Rachel de Queiroz há seis meses, ela lembra que mora há quatro anos na região. “A gente precisa urgente de um semáforo aqui, porque todo santo dia acontece um acidente”, lamenta. 

Gabriele é uma dos populares que cobra providências de sinalização mais efetiva na via. “Além de falta a sinalização, a rua é estreita e com carros estacionados, o condutor precisa dar uma olhada na pista para entrar”, explica. Assim, ela afirma que as colisões aumentam por causa das condições da avenida.

Jornal Midiamax