Cotidiano

Pesquisa mostra que mais de 50% das empresas comerciais de Dourados já registraram casos de Covid-19

O levantamento também revela que mais de 55% das empresas de Dourados mantiveram empregos de colaboradores durante pandemia

Consumidores voltam às ruas de Dourados, após fim do lockdown
Consumidores voltam às ruas de Dourados, após fim do lockdown - Marcos Morandi

Uma pesquisa realizada pela Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados) com empresários do Município, no período de 14 de abril à 10 de maio deste ano, mostra que mais de 5º% dos estabelecimentos comerciais já registraram casos de Covid-19 desde o início da pandemia.

Outro levantado pela Aced aponta que 55,18% dos estabelecimentos não demitiram colaboradores durante o período. Entretanto, 27,58% dos estabelecimentos, demitiram até cinco funcionários e 17,24% mais de cinco.

O levantamento feito pela Aced também revelou a quantidade de colaboradores que as empresas precisaram afastar durante esse período. Através das respostas, 41,37% do empresariado precisou afastar até cinco funcionários, 24,16 % afirmaram que não afastaram nenhum, 20,68% afastaram de seis a quinze funcionários e 13,79% mais de 15 funcionários.

A Aced questionou ainda, sobre orientações e treinamentos de biossegurança neste período de pandemia e 68,96% já tiveram e apenas 31,04% não tem conhecimento. Para 58,63% dos empresários, o tratamento mais eficaz para combater o Covid-19 é a vacina, seguido por 37,93% com tratamento precoce e 3,44% com tratamento tardio. Para mais de 62% do empresariado, o toque de recolher não tem influência na redução dos casos de coronavírus.

“Apesar de todas as dificuldades impostas aos empresários desde o início da pandemia, podemos destacar alguns pontos positivos no levantamento, como o fato de 55,18% das empresas não terem demitido nenhum colaborador. Sabemos que o cenário não é favorável para os setores de comércio e serviços e, pior ainda, aos setores de gastronomia e eventos, ainda assim, as empresas da Grande Dourados continuam tentando sobreviver e não demitir”, ressalta o secretário da ACED, Nelson Eduardo Hoiff Brait.

Ele lembra que as empresas permanecem seguindo todos os protocolos de segurança desde o início da pandemia. “Somos exemplos de perseverança no combate à doença. A Aced em parceria com o Sebrae, tem ofertado aos seus associados e não associados, orientações sobre os protocolos sanitários, ou seja, o comerciante está fazendo a sua parte na luta contra a Covid-19. Apelamos para que a população colabore, que não frequente festas clandestinas, que sigam os protocolos de biossegurança para frear a pandemia”, ponderou Brait.

Jornal Midiamax