Cotidiano

Parceria permite abertura de quatro leitos de terapia intensiva neonatal em Campo Grande

Expectativa é a de que outros 11 leitos comecem a funcionar no primeiro semestre de 2022

Diego Alves Publicado em 23/12/2021, às 20h14

Reprodução
Reprodução

Uma parceria viabilizou a abertura de quatro novos leitos de terapia intensiva neonatal em Campo Grande. Os quatro novos leitos de UTI Neonatal serão abertos até a próxima semana na Maternidade Cândido Mariano, em Campo Grande, de acordo com a Prefeitura. De acordo com a administração municipal, a expectativa é a de que outros 11 leitos comecem a funcionar no primeiro semestre de 2022.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, José Mauro Filho, o principal objetivo é desafogar outras unidades hospitalares. “Há uma necessidade histórica quanto a este tipo de atendimento e a criação de novos leitos se faz necessária para que a gente consiga absorver parte desta demanda e possa prestar uma assistência para o recém-nascido e evitar assim complicações futuras”, diz.

A abertura dos novos leitos ocorre com parceria entre a Sesau (Secretaria Municipal de Sáude) e da Secretaria Estadual de Saúde junto com a Maternidade Cândido Mariano.

Campo Grande atualmente conta com 44 leitos de UTI Neonatal contratualizados com os hospitais A Capital também recebe pacientes de diversos municípios do Estado.

De acordo com a Sesau, a UTI Neonatal é reservado para tratamento de prematuros e de bebês que apresentam algum tipo de problema ao nascer. Nem sempre os bebês internados nas UTI’s neonatais estão doentes. Algumas vezes eles estão apenas crescendo e se tornando aptos para respirar, sugar e deglutir.

Este fato necessita de uma amadurecimento que só acontece por volta das 34-35 semanas de idade gestacional. Infelizmente, os bebês são vulneráveis, mas ao receber alta ele já é capaz de realizar todas estas funções, na maioria das vezes. Muitas pessoas estão envolvidas neste processo para oferecer o melhor tratamento a estes recém-nascido.

Jornal Midiamax