Cotidiano

Paciente de MS continua internado em estado grave e exame de fungo preto sai no próximo mês

O paciente infectado por coronavírus e com suspeita do fungo está internado em Corumbá

Dândara Genelhú Publicado em 11/06/2021, às 15h14

Primeiro exame foi inconclusivo para confirmação do fungo negro.
Primeiro exame foi inconclusivo para confirmação do fungo negro. - Foto: Reprodução.

Ainda em estado grave, o paciente de 50 anos infectado por coronavírus e suspeita de fungo preto continua internado em Corumbá nesta sexta-feira (11). Este é o segundo caso de suspeita do fungo em Mato Grosso do Sul e o exame de confirmação deve sair apenas no próximo mês.

A Secretaria de Saúde de Corumbá explicou que “para dar 100% de certeza que é negativo, a cultura tem que ser até 30 dias”. Ao Jornal Midiamax, o secretário de Saúde do município, Rogério Leite, disse que o quadro de saúde do homem é grave.

Na última quarta-feira (9), o secretário informou que o paciente havia apresentado leve melhora clínica. A SES (Secretaria de Estado de Saúde) notificou o caso em 3 de junho, um dia após o homem ter tido início dos sintomas de mucormicose. O homem está internado na Santa Casa de Corumbá e recebe tratamento para a doença.

Segundo boletim do Cievs/MS (Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde), o homem apresentou sintomas de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) em 22 de maio, e testou positivo para Covid-19 no dia 27.

Obeso e hipertenso, ele recebeu as duas doses da vacina contra o novo coronavírus em 20 de janeiro e 5 de fevereiro, respectivamente. Em 7 de junho, o resultado do exame para saber se o paciente Covid-19 está com fungo preto foi inconclusivo.

Assim, foram solicitadas novas análises para confirmação do caso. De acordo com a Secretaria, elas deve ficar prontas “no início do mês”.

Jornal Midiamax