Revitalização da antiga rodoviária de Campo Grande começa em 2022

Prédio passará por reforma e irá abrigar a Funsat e a Guarda Municipal
| 19/08/2021
- 15:02
Licitação deve ser lançada ainda em agosto
Licitação deve ser lançada ainda em agosto - Projeto de revitalização da antiga rodoviária em Campo Grande

A sonhada revitalização do prédio da antiga rodoviária deve começar a sair do papel no início de 2022. A informação foi confirmada, na manhã desta quinta-feira (19), pelo secretário municipal de infraestrutura e serviços públicos, Rudi Fiorese, durante evento de lançamento da obra, que faz parte das comemorações dos 122 anos de Campo Grande.

Conforme o secretário, a licitação será lançada ainda em agosto, mas pontuou que as obras devem iniciar no começo do ano que vem, considerando o período de concorrência e trâmites burocráticos. Assim, Fioerese avaliou que a reforma deve ser concluída no prazo de um ano.

Parte do projeto, obras nas ruas do entorno do local já começaram. Estão sendo utilizados recursos do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), pela nova etapa do Reviva Centro - parte 2. Já a reforma no prédio, por parte da prefeitura, utiliza o montante de R$ 17 milhões, fruto de emenda parlamentar.

rodoviaria antiga entorno ha
Obras nas ruas do entorno da antiga rodoviária já começaram - Foto: Henrique Arakaki / Midiamax

O prefeito (PSD) detalhou sobre a utilização do espaço que pertence à prefeitura, cerca de 9% do prédio, explicando que receberá instalações da (Fundação Social do Trabalho) e da Guarda Municipal. "Podem ter certeza, vocês vão gostar porque é de ótima qualidade e nossa cidade merece",  declarou.

Para reforçar a segurança do local, que sofre com a circulação de usuários de drogas, o prefeito informou que serão empenhados 200 homens da Guarda Municipal, equipados e armados.

A subsecretária de gestão e projetos estratégicos de Campo Grande, Catiana Sabadin, que acompanhou todo o trâmite, lembrou da dificuldade de colocá-lo em prática. "Em 2017, o prefeito tinha dito que era prioridade. Então, eu e Rudi batemos na porta de todos os financiadores. Dos 34 mil metros quadrados, possuímos 7 mil", ressaltando a dificuldade em conseguir aprovação para o financiamento da obra, uma vez que a maior parte do local é de propriedade privada.

A síndica do prédio, Rosane Neli de Lima, ressaltou que foram anos de espera e diálogo para que esse projeto começasse a sair do papel. "São mais de 10 anos, vários prefeitos passaram. Será uma nova história no bairro", pontuou.

rodoviaria antiga lojas ha
Das 235 salas do local, pouco mais de 40 estão ocupadas - Foto: Henrique Arakaki / Midiamax

Projeto

Serão investidos mais de R$ 17 milhões. A revitalização vai manter algumas características do prédio como a laje. Haverá instalação de jardim vertical, espaços de descanso e estacionamento.

Veja abaixo o vídeo com imagens de como o prédio deve ficar:

Espera por mudanças

Desde que a nova rodoviária de Campo Grande foi inaugurada, em 2010, o antigo prédio localizado no Centro passou a ficar abandonado, sem o movimento dos passageiros. Desde então, várias alternativas foram apresentadas para recuperação da área, mas nenhuma havia saído do papel.

O abandono do local gerou inúmeros problemas no entorno, principalmente para os comerciantes, uma vez que houve a diminuição do fluxo de pessoas na região. Assim, o desejo de revitalização do local passou a ser cobrado das autoridades pelos moradores e comerciantes.

O prédio inaugurado em 16 de outubro de 1976 foi alvo de promessas de reformas que nunca se concretizaram.

Das 235 salas comerciais existentes no espaço, apenas pouco mais de 40 estão ocupadas por comerciantes que aguardam a revitalização do local. A maioria, conforme reportagens publicadas pelo Jornal Midiamax, não tinha mais esperança de revitalização no prédio e permaneceu no local por não ter outras formas de renda.

Na antiga rodoviária, a esperança de dias melhores é o que sustenta os comerciantesFoto: Arquivo/Jornal Midiamax

Conforme reportagem publicada em 2018, um comerciante, que preferiu não se identificar, toca sua loja de presentes na antiga rodoviária há mais de 30 anos e diz que o movimento de antigamente deixa saudades. “As pessoas vinham muito aqui, eu tinha muita venda. Agora os clientes têm medo de vir aqui por causa desses usuários. A gente espera que um dia isso melhore”, disse ele, comentando que têm dois salões comerciais no local.

A esperança, agora, é que a circulação de pessoas no local atraia investimentos para a região e afaste os usuários de drogas. 

De centro comercial imponente a 'elefante branco'

O condomínio possui 235 salas comerciais e duas salas de cinema, que revolucionaram Campo Grande na época por ser o primeiro centro comercial do município que ainda nem havia se tornado capital.

Segundo levantamento da administração, entre 1994 e 2008, circulavam diariamente, cerca de duas mil pessoas e 500 ônibus urbanos, intermunicipais e interestaduais.

Tempos dourados x abandono

Confira algumas fotos mostrando o antes e depois da antiga rodoviária:

Antes e depois: Página recorda fotos dos ‘anos dourados’ da antiga Rodoviária
Foto 1: Reprodução / Foto 2: de França, Midiamax
Antes e depois: Página recorda fotos dos ‘anos dourados’ da antiga Rodoviária
Foto 1: Reprodução / Foto 2: Leonardo de França, Midiamax
Antes e depois: Página recorda fotos dos ‘anos dourados’ da antiga Rodoviária
Foto 1: Reprodução / Foto 2: Leonardo de França, Midiamax

Veja também

O prefeito Alan Guedes (PP) acompanhou a primeira audiência pública e disse que a cidade vai oferecer alternativas para construir um centro logístico

Últimas notícias